Piauí: empregados dos Correios são incluídos em grupo prioritário de vacinação

No Estado, cerca de 1.220 profissionais fazem parte da instituição

09/07/2021 10:17h

Compartilhar no

Os empregados dos Correios foram incluídos no grupo prioritário de vacinação contra Covid-19. O anúncio foi feito na terça-feira (06), pelo Ministério da Saúde, durante encontro entre o presidente dos Correios, Floriano Peixoto, e o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga. As informações sobre cronograma e como ocorrerá a vacinação nos estados serão divulgadas oportunamente. Os Correios contam com 1.220 empregados no Estado do Piauí.

"Esse pleito, que é um sonho para todos os servidores dos Correios, hoje vira realidade. Nós pactuamos com o grupo do Programa Nacional de Imunização e essa demanda foi aceita. Estamos muito felizes em anunciar essa esperança para os servidores dos Correios, uma empresa que tem prestado tantos serviços ao Brasil, em tanto tempo", declarou o ministro Queiroga.

(Foto: Assis Fernandes/ODIA)

O presidente da estatal, Floriano Peixoto, agradeceu ao ministro, destacando a sensibilidade na aprovação do pedido, uma vez que a empresa presta serviços essenciais à população. "Esta foi uma iniciativa dos Correios de reconhecer o seu pessoal como uma parcela muito exposta, na linha de frente, à possibilidade de contaminação. Ficamos muito satisfeitos com a anuência do ministro Queiroga à inclusão da categoria no grupo prioritário”, afirmou o dirigente.

Desde março de 2020, a empresa vem acompanhando a situação de saúde dos empregados, prestando o apoio necessário e, também, atuando para garantir o bom funcionamento das atividades operacionais. Além de intensificar as orientações quanto aos cuidados básicos de higiene e procedimentos de limpeza dos ambientes e equipamentos, os Correios disponibilizaram a todos os empregados álcool em gel e máscaras laváveis, instalaram painéis de acrílico em guichês de atendimento e, nos centros operacionais, promoveram a reorganização das estações de trabalho, para manter o distanciamento recomendado.

Garantir a saúde dos empregados permanece sendo a prioridade da Diretoria Executiva dos Correios, que não mediu esforços para disponibilizar a vacina a todo o efetivo da empresa.

Compartilhar no

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário