• Natal
  • Policlinica
  • Motociclista
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Piauí é rota para cigarro contrabandeado chegar ao Nordeste

Desde janeiro, já foram apreendidos em rodovias federais do Piauí 1.443.430 maços de cigarros, o que equivale a mais de R$ 10 milhões

03/12/2019 16:55h - Atualizado em 05/12/2019 11:32h

O Piauí se tornou uma importante rota para grupos criminosos que abastecem a região Nordeste com cigarros contrabandeados do Paraguai. Dados divulgados pela Polícia Rodoviária Federal indicam que nesse ano houve um crescimento recorde no número de cargas ilegais do produto que passaram pelo estado.


Desde janeiro, já foram apreendidos em rodovias federais do Piauí 1.443.430 maços de cigarros, o que equivale a mais de R$ 10 milhões. Se comparado com as apreensões do ano passado, o crescimento bate a marca de 556,0%.

A PRF constatou crescimento recorde no número de apreensões de cigarros contrabandeados (Foto: Divulgação / PRF)

Segundo o inspetor Alexandro Lima, o Piauí além de servir como caminho para o contrabando, também se tornou um grande consumidor do cigarro paraguaio. Assim, parte da carga fica do estado, enquanto o restante segue para outras capitais da região.

“Toda essa carga tem dois destinos: São Paulo, que é um grande centro de distribuição, ou pode ser direto ao Piauí para atingir os grandes centros do Nordeste como Fortaleza, Recife, João Pessoa e Natal. Muitas vezes essas cargas ficam no estado, abastecem o mercado interno”, afirma.

Inspetor afirma que as cidades de Picos e Floriano são grandes consumidoras do produto contrabandeado (Foto: Otávio Neto / O DIA)

O sistema de inteligência da PRF constatou que o consumo de cigarros tem grande concentração na região sul do Piauí, mais especificamente nas cidades de Picos e Floriano. O alto lucro e as brandas penas da legislação para esse tipo de crime têm atraído cada vez mais pessoas antes envolvidas com o tráfico de outras drogas para o contrabando de cigarro.

“Verifica-se que o perfil das pessoas presas pelo cometimento de crime vem mudando, uma vez que muitos criminosos que antes cometiam o crime de tráfico de entorpecentes migrou para o crime de contrabando de cigarros que além de bastante vantajoso possui penas mais brandas com relação ao tráfico de droga”, destaca a PRF. Durante as apreensões de cigarros no Piauí, 13 pessoas já foram presas nesse ano. 

Por: Otávio Neto

Deixe seu comentário