• Banner OAB
  • Campanha da Santa Missa
  • Vencer 03
  • Vencer 02
  • Vencer 01
  • Prerrogativas da advogacia
  • Peregrinos da fé
  • Novo app Jornal O Dia

Piauí descarta três mortes por suspeita de coronavírus, diz Sesapi

Outros quatro casos estão sendo analisados pelo Laboratório Central (Lacen)

25/03/2020 17:44h - Atualizado em 25/03/2020 17:51h

Exames descartaram que as mortes de três pacientes do Piauí tenham sido por causa do novo coronavírus. Os dados foram divulgados pela Secretaria de Saúde nesta quarta-feira (24). Outros quatro casos estão sendo analisados pelo Laboratório Central (Lacen).

Piauí passou a fazer segunda testagem para coronavírus na última quinta-feira. Foto: Agência Brasil

Segundo a Sesapi, os pacientes eram das cidades de Avelino Lopes e Redenção do Gurgueia, que receberam atendimento em Bom Jesus, um era natural de São João da Varjota, que foi atendido em Oeiras, outros dois eram de Anísio de Abreu e Guaribas, ambos atendidos em São Raimundo Nonato e mais dois de Teresina. Desses sete casos, três testaram negativo para o Covid-19. Veja abaixo a identidade dos pacientes por região:

Atendidos em Bom Jesus:

Um homem, de 77 anos

Uma criança, de sete anos

Atendido em Oeiras:

Uma criança do sexo feminino, de 13 anos

Atendidos em São Raimundo Nonato:

Um homem, de 52 anos

Uma criança do sexo feminino, de 1 ano.

Atendidos em Teresina:

Um homem, de 53 anos

Um homem, de 19 anos

De acordo com a coordenação de Epidemiologia da Secretaria de Estado da Saúde, os três óbitos que foram descartados para Covid-19, deram positivo para os vírus da influenza A e B, que estão circulando no estado. No caso da Influenza A e B, o paciente tem sintomas que incluem febre, prostração e dores no corpo, que se estendem entre três a sete dias, com possibilidades de desenvolver um quadro pulmonar.

Até o momento, o Estado tem oito casos confirmados de Covid-19 e mais de cem pacientes estão sendo monitorados.

Como foi feita a apuração do caso

Para fazer a análise do Covid-19, são utilizadas amostras de secreção do nariz e da garganta do paciente. A coleta é feita com hastes de plástico, que tem um material parecido com algodão nas pontas. Depois, essas hastes são colocadas em um tubo, que tem toda a identificação dos pacientes.

Os técnicos realizam primeiramente o Painel Respiratório (Influenza-A, Influenza-B, Metapneumo, Sincincial Respiratório, Parainfluenza 1, 2 e 3 e Adenovírus). Só após a negativação desse exame, ele é testado para o Covid-19.

“O Lacen está trabalhando em sua capacidade máxima para atender a demanda, que aumentou muito nos últimos dias”, afirma o Secretário de Saúde, Florentino Neto.

Edição: Adriana Magalhães
Por: Jorge Machado

Deixe seu comentário