Palácio de Karnak amanhece pichado; polícia tenta identificar autores

A sede do Governo do Piauí amanheceu com duas inscrições em tinta vermelha em sua fachada. É a segunda vez que isso ocorre em menos de um ano.

11/03/2021 08:09h - Atualizado em 11/03/2021 11:36h

Compartilhar no

O Palácio de Karnak, sede administrativa do Governo do Piauí, amanheceu esta quinta-feira (11) pichado. Nas imagens compartilhadas nas redes sociais, é possível ver duas inscrições em tinta vermelha gravadas no alto da fachada do prédio. A frase diz "Povo sangra". 


Foto: Reprodução/Whatsapp

Por meio de nota, o Governo do Estado do Piauí classificou o ato como vandalismo e disse que as pichações teriam sido feitas durante a madrugada de hoje (11). Equipes já se encontram no local realizando os reparos na pintura do Karnak e os autores da ação, que o Governo chamou de criminosa, ainda não foram identificados.


Foto: Reprodução/Whatsapp

Esta é a segunda vez que a sede do Governo do Piauí é alvo de ação deste tipo. Em abril de 2020, há menos de um ano, o Palácio de Karnak amanheceu o dia com uma inscrição gravada em tinta preta em sua fachada. Na ocasião, a polícia conseguiu identificar pelo menos três pessoas envolvidas no ato através da checagem das câmeras de segurança

No episódio ocorrido hoje, a segurança do Karnak já informou que também está procedendo com a análise das câmeras do circuito interno e externo para identificar os responsáveis.

O que diz a lei a respeito do ato

No Brasil, a pichação é considerada vandalismo e crime ambiental nos termos do artigo 65 da Lei 9.605 de 1998, a Lei de Crimes Ambientais. O autor do ato, quando devidamente identificado, está passível de punição com detenção que pode ir de um a três anos e pagamento de multa. A lei se aplica tanto para prédios públicos quanto privados.


Compartilhar no

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário