• Fagner
  • Trilha das emoções
  • Novo app Jornal O Dia

'O DIA Junino' terá o principal concurso de quadrilhas do estado

Evento acontece entre os dias 20 e 23 de junho. Programação incluirá o principal concurso de quadrilhas do estado.

21/05/2019 02:42h - Atualizado em 21/05/2019 04:06h

Aconteceu na noite desta segunda-feira (20) o lançamento do evento O DIA Junino, que será realizado entre os dias 20 e 23 de junho, no estacionamento do Theresina Hall, a maior casa de espetáculos do Piauí.

O apresentador Eudes Ribeiro, do programa 100% Forró, da FM O DIA e da O DIA TV, foi quem comandou o lançamento da festa. 

O DIA Junino contará com apresentações de bandas, ampla praça de alimentação, com uma enorme variedade de comidas típicas regionais, e ainda será palco do Festival Estadual de Quadrilhas Juninas, que chega à sua 10ª edição, e é organizado pela Federação Piauiense de Quadrilhas Juninas (Fepiq). 

Nas três primeiras noites haverá a fase classificatória da competição. Em cada noite, sete quadrilhas vão se apresentar e três serão classificadas para a grande final, que será realizada no dia 23 de junho, com nove finalistas concorrendo ao título de campeã.

Pedro de Almeida Oliveira, o Bob, presidente da Fepiq, explica que a segunda colocada no concurso será classificada para o concurso nacional de quadrilhas, enquanto a grande vitoriosa se classificará para o chamado Nordestão, concurso regional que é ainda mais importante que o nacional. 

"A campeã vai representar o Piauí em Santa Rita, Paraíba, no maior concurso de quadrilhas do Nordeste, que acontecerá nos dias 29 e 30 de junho, e a vice-campeão vai representar o Piauí no nacional, em Brasília, nos dias 27 e 28 de julho. Em assembleia, as quadrilhas participantes decidiram para onde irá a campeã e a vice. Como o Nordestão é o grande glamour do São João do Nordeste, elas decidiram que a campeã participará dele, enquanto a vice vai para o nacional", explica Bob.

Pedro Oliveira considera que a parceria entre o Sistema O DIA e a Fepiq, para realização do concurso estadual de quadrilhas, é extremamente oportuna, sobretudo porque a competição não tem recebido qualquer apoio do poder público, apesar da grande admiração que os nordestinos nutrem pelas quadrilhas. 

"Essa parceria é importante, e esperamos que ela continue por muitos anos. A tendência do evento é só crescer cada vez mais, porque quadrilha junina é a grande paixão do nosso povo - do povo brasileiro, do povo nordestino e, é claro, o Piauí tem uma das maiores médias de pessoas assistindo a festivais juninos no Brasil", afirma o presidente da Fepiq.

O apresentador Eudes Ribeiro, do programa 100% Forró, da FM O DIA e da O DIA TV, foi quem comandou o lançamento do evento O DIA Junino. Ao seu lado, Cleide Vieira, vice-presidente da Federação Piauiense de Quadrilhas Juninas

Ramon Patrese, diretor da Luar do São João, destaca que, pela falta de incentivo dos entes públicos, os integrantes de todas as quadrilhas precisam trabalhar o ano inteiro para bancar os gastos com figurino, produção, cenários, dentre outros itens essenciais para o êxito das apresentações.

"Nós temos dois estilos de quadrilha: a estilizada e a tradicional. A tradicional é aquela que usa figurinos um pouco mais simples. Já a estilizada, que é o nosso caso, possui figurinos mais bem trabalhados, com bordados, por exemplo. Então, é um custo muito grande. Fora os custos com cenários, produção. É realmente muito difícil. A gente trabalha muito com a criatividade, utilizando materiais recicláveis, fazendo bingo, fazendo rifas, eventos... Então, a gente trabalha o ano inteiro para poder arrecadar recursos e fazer bonito no São João. O nosso trabalho é anual. A gente trabalha de janeiro a janeiro pensando em quadrilha. Na verdade, as apresentações acabam em agosto, e quando dá setembro a gente já pensa no tema do ano seguinte - figurino, cenário, todo o projeto. É um trabalho profissional, que envolve costureiras, bordadeiras, marceneiros, metalúrgicos, coreógrafos, banda, enfim, é uma gama de produtos que a gente busca trabalhar pra dar tudo certo", detalha Patrese.

Cleide Vieira, vice-presidente da Federação Piauiense de Quadrilhas Juninas, reiterou que as quadrilhas não recebem nenhum apoio do poder público, e enfatizou que uma das principais qualidades desta manifestação artística é permitir que adolescentes e jovens em situação de risco consigam escapar de caminhos perigosos, como o do vício em drogas e o da criminalidade.

O lançamento do evento O DIA Junino contou com a presença de vários representantes das quadrilhas que participarão do festival, de produtores culturais e de artistas regionais, além dos vereadores Edilberto Borges Dudu e Deolindo Moura, ambos do PT.


Deixe seu comentário