Novo Centro para menores é inaugurado em Teresina

O Ceip irá manter os jovens custodiados por um período de até 45 dias.

17/12/2013 09:23h - Atualizado em 17/12/2013 10:00h

Compartilhar no

Para minimizar a superlotação do Centro Educacional Masculino (CEM), o governo do estado do Piauí inaugurou hoje (17) o Centro de Educação e Internação Provisória (Ceip). Com capacidade para 48 internos, o novo espaço custou mais de R$ 4 milhões e possui áreas para lazer, esporte, sala de aula e alojamento individual. O Ceip irá manter os jovens custodiados por um período de até 45 dias. O local abrigará jovens de, no máximo, 23 anos. 

O local, como o nome indica, irá abrigar os menores por um curto período de tempo, até que recebam a sentença judicial com relação à infração cometida. Até 48 internos poderão ficar no Centro por um prazo máximo de 50 dias, sendo o espaço dividido em duas alas  para 20 pessoas cada e com espaço especialmente destinado para aqueles que cometeram crimes hediondos. 

Orçado em mais de R$ 4 milhões, o espaço contou com R$ 2 milhões oriundos da Secretaria de Desenvolvimento Humano (SDH) e R$ 2 milhões do governo do Estado. Além disso, mais R$ 650 mil foram destinados para recursos internos do Centro, em parceria com a Secretaria de Assistência Social e Cidadania (Sasc). 

O governador Wilson Martins esteve presente na inauguração do Ceip e disse que o Centro é uma forma de abrigar os menores infratores cm uma forma humanizada. "É um local que tem todas as condições de um instituição privada que está de acordo com as instalações do restante do país. É uma obra que melhora a segurança pública e melhora também a qualidade da educação que esses jovens recebem. Não é apenas uma prestação de conta do dinheiro público, mas uma melhoria que vai trazer benefícios a longo prazo para a sociedade como um todo", declara o governador.

Já para o Secretário de Justiça, Henrique Rebelo, a CEIP representa o primeiro passo para uma série de medidas que deverão ser tomadas no sentido de desafogar o sistema prisional piauienses. De acordo com ele, o centro irá abrigar jovens temporariamente até que saia a decisão judicial sobre que destino eles tomarão. 

"Como o próprio nome diz, o jovem ficará aqui por um tempo determinado esperando pela decisão justiça sobre para onde deve ir. Enquanto isso, ele terá a oportunidade de socializar com outros que estejam na mesma situação e ocupar a mente com coisas úteis e produtivas", diz.

Quem também esteve presente na cerimônia inauguração do CEIP foi o coordenador pedagógico do Centro Educacional Masculino (CEM) Herbert Neves. Para ele, o local vai ajudar diretamente no funcionamento do do CEM já que vai servir como um centro de triagem. 

"No momento, o espaço do CEM abriga internos provisórios e definitivos. Como o objetivo do CEIP é abrigar aqueles que esperam decisão judicial, nós esperamos que sejam mandados para o CEM apenas aqueles que já tem uma pena a cumprir determinada pela Justiça", declara. O CEIP possui o dobro da capacidade do Centro Educacional Masculino. 


Compartilhar no
Por: Maria Clara Estrêla (do local) e Maria Romero (redação)

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário