Norte do Piauí pode ter alagamentos e enxurradas, aponta Cemaden

Rio Longá, em Esperantina, e Marathaoan, em Barras, estão com níveis em estado de alerta. 204 cidades piauienses possuem aviso de chuvas intensas e ocorrência de temporais para hoje.

03/03/2021 08:36h

Compartilhar no

O Piauí vem recebendo acumulados consideráveis de chuva nos últimos dias, sobretudo na Região Norte, onde já há alguns rios em cota de atenção para o risco de transbordamento. E a previsão é de mais chuva, dessa vez pontuada por eventos hidrológicos mais graves. 

Conforme aponta a projeção do Centro Nacional de Monitoramento e Alerta de Desastres Naturais (Cemaden), a previsão de chuva de intensidade moderada no decorrer do dia, somada aos acumulados prévios já registrados, poderão causar alagamentos e enxurradas na região Norte do Piauí.

O próprio Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) emitiu alerta de perigo para chuvas intensas em 204 municípios piauienses. De acordo com o aviso, há risco de chuvas intensas entre 30 e 60 milímetros por hora ou 50 a 100 milímetros por dia. Os ventos podem ir de 60 km/h a 100 km/h e há risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e descargas elétricas.

Cheia dos rios preocupa

Um dos fenômenos que mais causam preocupação neste período chuvoso diz respeito à cheia dos rios piauienses. Na região Norte, mais precisamente em Barras, o rio Marathaoan apresenta níveis acima da cota de alerta de 3,7 metros. Na estação localizada no município, foi registrada cota de 3,72 metros por volta das 5h45min desta quarta-feira (03) e há previsão de pequeno aumento no nível das águas do rio nas próximas 8 horas. A cota deverá ficar em torno de 3, 73 metros.

Já em Esperantina, o rio Longá continua a apresentar níveis acima da cota de alerta de 5,4 metros, mas devido ao menos volume de chuva nas últimas 24 horas, ele teve diminuição. A cota registrada por volta das 5h45min de hoje (03) foi de 6,77 metros e a previsão das próximas 8 horas é de que o nível do Longá possa cair para 6,49 metros, se afastando da cota de inundação de 7,4 metros.


Foto: Reprodução

Em Luzilândia, o rio Parnaíba está acima da cota de atenção de 4 metros, chegando hoje à cota de 4,63 metros. A previsão é de que o nível de suas águas se eleve nas próximas 12 horas e chegue a 4,74 metros, ainda abaixo da cota de alerta de 5,26 metros.

Cláudio Damasceno, coordenador do Serviço Geológico Nacional (CPRM) no Piauí, solicitou que os órgãos envolvidos com a salvaguarda das populações ribeirinhas às margens dos rios planejem suas ações emergenciais. 

“O CPRM estará conduzindo um monitoramento mais detalhado da situação até que finde o período chuvoso. É importante que as autoridades competentes que atuam em Barras, Esperantina e em Luzilândia passem também a acompanhar a evolução das condições e iniciem o planejamento de prevenção de perdas humanas e materiais caso os rios venham a atingir cotas acima do nível de inundação”, disse Cláudio Damasceno.


Foto ilustrativa: Prefeitura de Luzilândia

Mas se na Região Norte do Piauí, os rios estão apresentando cheia, aqui em Teresina e na região Sul, os rios Parnaíba e Poti continuam abaixo da cota de atenção, portanto dentro da normalidade. Na capital, o Poti está com cota atual de 3,56 metros e previsão de diminuir para 3,25 nas próximas 8 horas. Já o Parnaíba em Teresina está com cota de 2,86 metros e deve permanecer estável nas próximas 8 horas, chegando a 2,84 metros. Vale lembrar que a Chesf continua liberando da Barragem de Boa Esperança vazões no patamar de 700 m³/s.

Teresina segue registrando grandes acumulados de chuva

O teresinense tem convivido com o tempo mais ameno e chuvas mais intensas ao longo dos últimos dias e isso tem se refletido em números. De acordo com o levantamento do Inmet junto às estações automáticas pluviométricas, a capital piauiense registrou um acumulado de chuva de 51,8 milímetros nesta terça-feira (02) na zona Norte, 32,4 milímetros na zona Leste e 20,6 milímetros na zona Sul.

Em termos de precipitação total, Teresina registrou um acumulado de chuva de 87 milímetros só nos primeiros dois dias de março.

Compartilhar no

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário