• Banner Cultura Governo do PI
  • Obras no Litoral Cultura
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

No Piauí, mulheres estão mais endividadas que homens

817.944 mil piauienses na idade adulta possuem alguma dívida em atraso; mais da metade são mulheres

24/10/2019 16:38h - Atualizado em 24/10/2019 17:13h

As mulheres devem mais que os  homens no Piauí. A constatação é de um levantamento da Serasa Experian que comparou a inadimplência entre gêneros com base no endividamento dos brasileiros no mês de agosto de 2019. Nesse período, 817.944 mil piauienses na idade adulta possuíam alguma dívida em atraso.

Em todo o país, 63,4 milhões de pessoas da população adulta do país estão inadimplentes, sendo 50,8% de homens e 49,2% de mulheres. Dos piauienses endividados, 52,2% são mulheres, enquanto os homens correspondem a 47,8%.

A servidora pública Anne Silva, 25 anos, acumula dívidas relacionadas a despesas de casa como alimentação, contas de água, energia e combustível. “As maiores dívidas são com as despesas da casa. Alimentação, água e energia são as principais”, destaca.

A situação de Anne Silva é explicada pelo estudo da Serasa. A análise da instituição aponta que as mulheres são mais endividadas em Utilities, que são despesas com contas de água, luz e varejo. Por outro lado, os homens estão mais negativados com Bancos e instituições financeiras.

A enfermeira Thayná Gomes, 24 anos, foge da regra. Ela contraiu dívidas com o  cartão de crédito. Além dos altos juros, a enfermeira emprestou o cartão, contraiu dívida que estava fora de seu planejamento financeiro e atrasou as faturas.

“Tenho atrasado o cartão de crédito, devido eu ter emprestado meu cartão para terceiros, que não honraram com o compromisso, e eu não pude pagar uma dívida que não era minha. Mas ultimamente eu tenho ficado aperreada por compras em outro cartão, aí atraso outras contas para não atrasar o cartão de crédito”, explicou.

Piauienses entre bons pagadores

Comparado com outros estados, o Piauí mantém a segunda melhor % de adultos inadimplentes. Ao todo, 34,7% possuem alguma dívida em atraso. Santa Catarina possui a menor % com 34,2%. Na pior situação se encontra o estado do Amazonas, onde mais da metade da população (53,8%) está inadimplente.

Por: Otávio Neto

Deixe seu comentário