No PI, 66% das mulheres engravidam sem querer e 12% dos pais não assumem

No ranking geral de gravidez indesejada, o Piauí aparece em segundo lugar. Menos de 70% dessas gestações são levadas até o final

19/07/2017 11:56h

Compartilhar no

Mesmo em meio a tantas informações e modos de prevenção, a gravidez indesejada ainda é algo recorrente nos dias atuais. O portal Trocando Fraldas realizou uma pesquisa com mulheres de todo o Brasil e descobriu que 56% das entrevistadas engravidaram sem planejamento pelo menos uma vez. No ranking geral de gravidez indesejada, o Piauí aparece em segundo lugar, com 66% dos casos. Ou seja, a cada 10 gestações, seis foram indesejadas.

O levantamento revela ainda que o estado está em terceiro lugar entre aqueles onde menos de 70% das gestações são levadas até o final, seja por abortos espontâneos, não espontâneos ou outras complicações.

Um dado relevante é o número de pais que não assumem a paternidade. De acordo com a pesquisa, 12% dos homens no Piauí abandonam o filho quando sabem que a mulher está grávida. No Maranhão e Rondônia, respectivamente com 20% e 19%, ocorre maior fuga dos responsáveis. 

Três a cada cinco gestações não planejadas acontecem porque o casal não se preveniu, 19% das gravidezes é atribuída à falha do método anticoncepcional.  No Nordeste, a falta de prudência no momento da prevenção representa 64% dos casos em que houve gravidez indesejada.

Compartilhar no
Edição: Nayara Felizardo
Por: Geici Mello

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário