Corpo de Bombeiros resgata mulher do alto de ponte e trânsito congestiona

Operação aconteceu no começo da tarde desta terça-feira (06). Este já é o segundo resgate em pouco mais de 30 dias na Região Metropolitana da Capital.

06/06/2017 13:50h - Atualizado em 06/06/2017 19:12h

Compartilhar no

O Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar foram acionados no começo da tarde desta terça-feira (06) até o Centro de Teresina para uma operação de resgate de uma mulher que estaria ameaçando pular de uma ponte.

Além de uma viatura dos Bombeiros, também foram chamados uma ambulância do SAMU e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) para auxiliar na sinalização e evitar que o trânsito no local parasse por completo. No entanto, a ação acabou resultando na formação de uma fila de carros no sentido Leste-Centro da ponte.

Segundo populares que passavam pelo local, a operação dos Bombeiros no resgate da moça terminou com sucesso, com a equipe conseguindo impedi-la de concluir o ato. Este já é o segundo caso de resgate bem sucedido efetuado pela Corporação em pouco mais de 30 dias em Teresina. No começo de maio passado, os Bombeiros também foram acionados para auxiliar em uma negociação na região metropolitana da Capital.

De acordo com o tenente Lima, nessas ocasiões, o que os bombeiros tentam fazer é puxar assunto com a pessoa, conversar amenidades para fazê-la desviar sua atenção de seu objetivo momentâneo. “São usadas geralmente duas equipes, uma que fica conversando e negociando com a pessoa e a outra se preparando especialmente para o resgate”, explica.

O Comando de Socorro da Corporação orienta as pessoas que, ao se depararem com alguém em situação de risco, o primeiro passo é conversar e distraí-la de seu objetivo. Em seguida, deve-se acionar imediatamente o Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar. Até a chegada das equipes, é importante manter a calma e evitar se aproximar da pessoa, porque isso pode aumentar ainda mais seu nervosismo e levá-la a concretizar o ato.

Compartilhar no
Por: Cícero Portela e Maria Clara Estrêla

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário