• Premium Outlet
  • Salve Maria
  • Jovens escritores 2019
  • Banner paraíba
  • AZ no rádio
  • cachoeir piaui
  • Novo app Jornal O Dia
  • TV O DIA att
  • TV O Dia - fullbanner

Morre uma das meninas vítimas de barbárie em Castelo do Piauí

De acordo com a assessoria de imprensa do hospital, a morte ocorreu às 17h30 deste domingo.

07/06/2015 19:45h - Atualizado em 20/07/2015 22:06h

O Hospital de Urgência de Teresina Dr. Zenon Rocha (HUT) confirmou esta noite a morte de uma das quatro meninas que foram estupradas, espancadas e bestializadas na cidade de Castelo do Piauí, 175 km de Teresina.

De acordo com a assessoria de imprensa do hospital, Danielly Rodrigues Feitosa faleceu às 17h30 deste domingo, onze dias após ela e as outras três meninas terem sido atacadas por Adão José de Sousa, 40 anos, e mais quatro menores de idade.

A garota, de 17 anos, sofreu uma parada cardiorrespiratória e a equipe que a acompanhava no HUT não conseguiu reanimá-la. 

Danielly estava internada na Unidade de Terapia Intensiva do HUT desde a última segunda-feira (1º), quando o diretor do hospital, Gilberto Albuquerque, chegou a gravar um vídeo fazendo um apelo para que a população doasse sangue no Hemopi, para que a adolescente recebesse transfusões durante uma nova cirurgia.

"A paciente sofreu traumas na face, no pescoço e no tórax. A cirurgia do pescoço foi realizada no mesmo dia [em que deu entrada no HUT], e a da face no quinto. O quadro evoluiu no sexto dia com sangramento torácico. Após três cirurgias e permanecendo sedada na UTI, a paciente não conseguiu reagir", informou Gilberto Albuquerque, logo após a confirmação do falecimento de Danielly.

As demais adolescentes atacadas em Castelo não correm risco de morte. A outra que estava em estado grave saiu da UTI desde a última quarta-feira (3). Ela sofreu traumatismo craniano e diversas lesões pelo corpo, mas se recupera bem no setor de cuidados intermediários.

Ainda na noite deste domingo o corpo da menina Danielly foi encaminhado para o Instituto Médico Legal de Teresina, no bairro Saci.

O velório e sepultamento acontecerão em Castelo.


Tudo sobre a 'Barbárie em Castelo'

Durante estupro coletivo, menores chamavam mentor do crime de 'patrão' 

Vítima de barbárie em Castelo deixa UTI do HUT 

Amigos e familiares fazem ato em apoio a vítimas de estupro coletivo em Castelo

Polícia estima que laudo do DNA das vítimas e estupradores sai em 15 dias 

Vítima de estupro coletivo precisa de doação de plaquetas urgente 

Delegado pretende falar com vítimas de estupro

Castelo do Piauí: Mentor de 'estupro coletivo' nega participação no crime

Polícia captura suspeito de comandar estupro coletivo em Castelo  

Estupradores estavam alucinados pelo uso de drogas, acredita delegado

Vítimas de estupro coletivo têm cortes do rosto e graves ferimentos

Adolescentes são sequestradas e violentadas em Castelo do PI



Deixe seu comentário