Morre em São Luís o artista plástico piauiense Carlos Martins

Artista assina obras marcantes no cenário teresinense.

13/12/2013 10:05h - Atualizado em 13/12/2013 13:05h

Compartilhar no

O corpo do artista plástico piauiense Carlos Martins, o Carlão, foi encontrado na madrugada desta sexta-feira (13) em seu apartamento em São Luís-MA. A suspeita é de que ele tenha sofrido um infarto quando estava sozinho em casa. Carlão morava na cidade há cerca de oito meses depois de já ter passado cinco anos vivendo em Brasília.

Foto: Arquivo Pessoal


O corpo de Carlão foi encontrado em seu apartamento em São Luís-MA

Carlos Martins é um dos grandes nomes da arte plástica piauiense e o autor de inúmeras esculturas espalhadas pelos principais pontos turísticos de Teresina. É dele a obra Árvore da Megafauna, que fica na Central de Artesanato Mestre Dezinho, e o Portal da Cidade de Anísio de Abreu, projetado por ele em 2009 a pedido da Prefeitura do município.


Escultura Árvore da Megafauna na Central de Artesanato Mestre Dezinho 

Além de escultor, Carlão também participou da criação da escultura do Cabeça-de-Cuia e As Sete Marias no Complexo Turístico Encontro dos Rios, uma das mais tradicionais atrações de Teresina e do Piauí. Ele divide a autoria da obra junto com o também artista plástico Nonato Oliveira. 

Nos anos 90, Carlão foi também o responsável por uma das mais belas decorações natalinas que Teresina já viu. O projeto intitulado Natal da Luz e do Sol foi criado por ele a pedido da Prefeitura e no final do ano, as ruas da cidade ganharam inúmeros presépios em estrutura de ferro cobertas de luzes. 

A escultura do balão que dá acesso ao Setor de Esportes da Universidade Federal do Piauí, na Avenida Raul Lopes, também é de sua autoria. A imagem retrata o extermínio das comunidades indígenas piauienses pela ação do colonizador português. 

A obra de Carlão

Uma das característica presentes na obra de Carlos Martins é o uso do ferro, que dá forma a boa parte de suas esculturas. Sua arte retrata principalmente temas marcantes da cultura e da história piauiense como o embate entre colonizador e colonizado e  elementos do imaginário local, como é o caso da escultura do Cabeça-de-Cuia no Encontro dos Rios.

A Árvore da Macrofauna, situada bem no meio da Central de Artesanato de Teresina, traz elementos da natureza e do homem pré-histórico cercado de animais. Na cena, Carlão coloca o homem não como dominador, mas apenas como integrante de um todo marcado pela luta pela sobrevivência. 

O corpo de Carlos Martins chega no final da tarde a Teresina e o velório começará por volta das 17 horas na Pax União da Avenida Miguel Rosa. 

Compartilhar no

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário