Meduna: após manifestação, entidades asseguram que prédio não pode ser demolido

O Sanatório é considerado como Patrimônio Cultural do Município, e está em processo de tombamento.

02/02/2021 12:48h - Atualizado em 02/02/2021 17:09h

Compartilhar no

Atualizada às 17h 

Diante dos questionamentos acerca do Meduna, a Sá Cavalcante vem esclareceu que: 

Com a retomada a posse do imóvel Meduna no dia 23 de dezembro de 2020, cedido para Prefeitura de Teresina desde 2016, A Companhia tem como projeto para o local a reimplantação do escritório para apoiar os novos empreendimentos Residenciais que serão lançados em 2021 no bairro planejado Reserva Rio Poty, onde atualmente já estão implantados o Shopping Rio Poty e o Centro Empresarial Rio Poty Torres I e II. 


Um movimento nas redes sociais mobilizou diversos grupos da sociedade em relação a uma possível demolição do Sanatório Meduna. O local foi fundado em 21 de abril de 1954 pelo médico Clidenor de Freitas Santos, um dos pioneiros da psiquiatria piauiense. O hospital foi desativado em 2010. Nesta quarta-feira, 03, às 9h, haverá uma manifestação em frente ao prédio. 

Em primeiro momento, a responsabilidade do Meduna era da Prefeitura Municipal de Teresina e depois passou a ser de uma construtora. Após algumas denúncias sobre a demolição do prédio, o Conselho Municipal de Política Cultural de Teresina (CMPC) está dialogando com os responsáveis do local para entrar em um acordo.

“A construção do Meduna e da capela, são edificações inventariadas pelo Inventário do Patrimônio Artístico e Cultural (IPAC) então não pode ser demolido”, explica João Henrique Vieira, presidente do CMPC.

O Sanatório já é considerado pela população como Patrimônio Cultural do Município, mas o prédio ainda não é tombado, porém, está em processo como afirma Wellington Camarço, presidente do Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU).

 “Nosso objetivo hoje é mostrar unidade, que Teresina através dos seus agentes públicos estão devidamente qualificados para tratar dessa questão e impedir a qualquer custo a demolição desse edifício, isso faz parte da história do povo piauiense e do povo de Teresina”, diz.


Meduna: após manifestação, entidades asseguram que prédio não pode ser demolido. Foto: Assis Fernandes

O Sanatório Meduna está localizado em área que pertence ao Shopping Rio Poty, mas de acordo com João Vieira, o local não está na delimitação do shopping. “O telhado esta´ totalmente comprometido, mas o piso está ok, as paredes estão firmes. Não é um prédio que está para cair e precisa ser demolido”, ressalta Welligton Camarço.

A equipe do PortalODia.com entrou em contato com a construtora responsável, mas não conseguiu retorno. Já a assessoria do Shopping Rio Poty, não existe essa informação sobre a demolição do Sanatório Meduna, e que mais tarde vai se manifestar sobre a situação.

Compartilhar no

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário