• Natal
  • Policlinica
  • Motociclista
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

PI: Mais de 150 municípios estão em atenção para baixa umidade

O aviso publicado pelo Cptec engloba os municípios da faixa compreendida entre o Médio Parnaíba e o extremo Sul do Piauí.

05/09/2019 11:18h - Atualizado em 06/09/2019 19:17h

Segundo dados do Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), mais de 150 municípios do Piauí estão em alerta de fenômeno meteorológico adverso durante esta quinta-feira (05). 

O aviso publicado pelo Cptec engloba os municípios da faixa compreendida entre o Médio Parnaíba e o extremo Sul do Piauí, abrangendo das cidades de Parnarama e Água Branca aos municípios do extremo Sul do estado, como Ribeiro Gonçalves, Santa Filomena, Corrente e Fartura do Piauí. Nesse municípios, os índices de umidade relativa do ar ficarão próximos ou abaixo de 30%.

De acordo com o Cptec, a baixa umidade e altas temperaturas podem ser explicadas por uma circulação anticiclônica, fenômeno comum nesta época do ano e que favorece movimentos subsidentes (de cima para baixo) que dificultam a formação de nebulosidade. Além disso, os movimentos associados a esta circulação contribuem para a elevação das temperaturas durante o dia e diminuição dos índices de umidade relativa do ar.

Em Bom Jesus, um dos municípios incluídos no aviso, a previsão do tempo para esta quinta-feira é de céu claro com poucas nuvens, com temperaturas que podem variar entre 22º C  e 40º C. A probabilidade de chuva na região é de apenas 5%. Já em Água Branca, o tempo deve permanecer parcialmente nublado durante o dia, com temperaturas entre 23º C  e 36º C. A probabilidade de chuva também é de 5%.

Municípios estão em alerta de baixa umidade. (Foto: Arquivo O Dia)

Além do Piauí, municípios do Distrito Federal e dos estados de Tocantins, Mato Grosso, Minas Gerais, Maranhão, Goiás, Ceará, Bahia, Pará e Pernambuco também estão em estado de alerta para a baixa umidade do ar. O aviso teve início às 10h e deve prosseguir até às 18h.

O climatologista Werton Costa explica que o aviso meteorológico é convencional, o que representa um estado de atenção, mas não quer dizer que o fato vá ocorrer de forma intensa. "Nesta época do ano, entre setembro e outubro, esses alertas são muito comuns, só devemos ficar preocupados quando o alerta entra na casa laranja, que é perigo real, ou seja, a situação de baixa umidade tende a ser mais radical, com padrões bem próximo de áreas desérticas. Esse é um alerta que abrange tanto a faixa do cerrado, quanto a faixa do sertão e parte da área bem próxima à Grande Teresina.", explica.

Por se tratar de um alerta amarelo, o climatologista pontua os cuidados que a população deve tomar quando o ar fica mais seco, como por exemplo, o cuidado fundamental com a hidratação. "Isso é uma regra que todo médico coloca quando chega esse período", afirma. 

Em relação às chuvas nesse período, conhecido como B-R-O-Bró, o climatologista esclarece que os meses de setembro e outubro são considerados os mais secos do ano. Apesar disso, podem ocorrer chuvas isoladas e rápidas, como a precipitação relatada na noite desta quarta-feira (04) em alguns pontos de Teresina.


"Todos os meses do ano tem uma quantidade mínima prevista, que é a chama normal climatológica, mas os meses de B-R-O-Bró, em especial setembro e outubro que são os meses menos chuvosos, são considerados meses secos, porque o padrão de precipitação fica abaixo dos 10 mm mensais. Contudo, é possível receber chuva dentro desses meses, mas algumas dessas chuvas sequer são contabilizadas pelos equipamentos", destaca o climatologista.

Por: Nathalia Amaral

Deixe seu comentário