• Natal
  • Policlinica
  • Motociclista
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Lagoa seca e macacos fogem do Zoobotânico, denunciam deputados

Parque passa por uma série de problemas estruturais, como abrigos quebrados e ambulatório veterinário abandonado.

20/11/2019 12:02h - Atualizado em 20/11/2019 12:39h

Em vistoria realizada nessa terça-feira (19), os deputados estaduais Teresa Britto (PV) e Gustavo Neiva (PSB) constataram que macacos fugiram do Zoobotânico de Teresina após a Lagoa dos Primatas secar por conta de um problema na bomba d'água. Segundo a Semar, os animais já foram recuperados.


Macacos fugiram após lagoa secar. (Foto: Arquivo O Dia)

“As denúncias realmente procedem. Alguns macacos fugiram porque a lagoa secou por conta de um problema na bomba. A equipe técnica e a diretoria até que têm boa vontade, mas sem recursos é impossível fazer alguma coisa”, diz a deputada Teresa Britto.

O problema é apenas mais um de uma série de irregularidades que têm sido constatadas no parque, como abrigos dos animais quebrados, a interdição da passarela, ambulatório veterinário abandonado, dentre outras dificuldades estruturais.

Passarela do Zoobotânico foi interditada. (Foto: Divulgação/Ascom)

De acordo com os parlamentares, uma visita em abril deste ano constatou as mesmas irregularidades, mas até o momento, nada do que foi solicitado às autoridades responsáveis teve resposta ou resolutividade. “Os problemas permanecem e nada do que solicitamos em abril foi atendido. Vamos cobrar a solução de mais esse descaso do Governo com o patrimônio público”, frisa.

Parque apresenta vários problemas estruturais. (Foto: Divulgação/Ascom)

Outro lado

Em nota, a Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semar) informou que está providenciando a contratação de empresa para melhorar as vias de acesso, a sinalização e as trilhas do Parque Zoobotânico de Teresina, incluindo melhorias no recinto dos animais.  

Outro ponto que está sendo trabalhado no processo de revitalização do parque envolve a regularização da situação dos comerciantes, melhor fornecimento de energia, água e internet. O órgão comunicou ainda que está sendo firmando um convênio com o Batalhão da Polícia Ambiental para que eles tenham uma base dentro do parque fazendo a segurança diuturnamente no local.

"A Semar reitera seu objetivo de fazer com que o Zoobotânico continue fazendo parte das memorias afetivas de muitos piauienses, tornando o parque cada vez mais agradável para todos os visitantes e comunidade", disse.

Por: Nathalia Amaral

Deixe seu comentário