Jovem com deficiência visual é aprovada em 1° em concurso da Educação

Natural de Simões do Piauí, Tchêsca foi vítima da anoftalmia bilateral e amaurose.

26/06/2014 12:37h

Compartilhar no

Apaixonada por literatura, Francisca Josefa de Araujo, a Tchêsca, terá a chance de realizar o sonho de ser professora. A jovem de 30 anos, que possui deficiência visual, foi aprovada em primeiro lugar no sistema de cotas para pessoas com deficiência do concurso público da Secretaria de Educação e Cultura do Piauí (Seduc) para lecionar Letras/Português em Teresina.

Natural de Simões do Piauí, Tchêsca foi vítima da anoftalmia bilateral e amaurose, doenças congênitas que causam a perda da visão. A simonense só iniciou os estudos aos 13 anos de idade, quando passou a residir na capital. No entanto, o atraso não impediu que ela rapidamente começasse a concretizar seus planos pessoais e profissionais. Através da Educação de Jovens e Adultos (EJA), ela conseguiu concluir o ensino médio e, em 2006, realizou um concurso público, no qual foi aprovada e assumiu o cargo de telefonista, que ocupa até hoje.

Formada em Letras/Português, a simonense quis ir além. Atualmente, Tchêsca está se especializando em literatura e estudos culturais. Seus planos são de prosseguir com os estudos e com o trabalho, sempre levando sua alegria e sorriso irradiante onde quer que vá, além de levar o exemplo de vida e de tantas superações a todos ao seu redor.

Compartilhar no
Edição: Portal O Dia

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário