Ibge: Piauí possui a 3ª maior taxa de mortalidade infantil

O Piauí possui taxa de mortalidade de 21 bebês até um ano de idade a cada 1 mil nascidos vivos.

29/11/2013 13:40h - Atualizado em 29/11/2013 13:51h

Compartilhar no

De acordo com a publicação feita na manhã de hoje (29) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), através da Síntese de Indicadores Sociais da População Brasileira, o Piauí possui uma das maiores taxas de mortalidade infantil do país.

De acordo com a publicação, o Piauí possui taxa de mortalidade de quase 21,7 bebês até um ano de idade a cada 1 mil nascidos vivos. O IBGE não traz detalhes acerca das principais causas das mortes, mas o Ministério da Saúde cita a desnutrição, a baixa infraestrutura hospitalar e o saneamento básico precário como alguns dos motivos mais importantes.

Em segundo e em primeiro lugar aparecem os estados do Maranhão e do Amapá, respectivamente, com taxas de mortalidade de 25 e 21,9 a cada 1 mil nascidos. O estado que possui a menor taxa é Santa Catarina, com 11 mortes para cada mil bebês.

A meta internacional aplicada ao Brasil é reduzir a mortalidade na infância para 17 óbitos por 1 mil nascidos vivos até 2015. Os dados mostram essa tendência de redução, chegando-se perto do objetivo em 2010, com 18 óbitos por 1 mil nascidos vivos, enquanto a mortalidade era de 53 óbitos por 1 mil nascidos vivos no ano-base, 1990. 

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário