IBAMA apura possível contaminação do Poti com rejeito de minério de ferro

Fiscais autuaram uma mineradora do Ceará por poluir as águas do rio naquele estado. Material escorreu para o curso d’água com as fortes chuvas e pode ter chegado ao Piauí.

03/04/2019 10:17h

Compartilhar no

Os técnicos do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis, o IBAMA do Piauí, estão apurando se as águas do Rio Poti no Estado estariam sendo contaminadas por rejeitos de minério de ferro produzidos por uma mineradora no Ceará. Em fevereiro deste ano, a Globest Participações Ltda, que atua no estado vizinho, foi autuada pelo órgão por deixar o material escorrer para o curso d’água, que nasce em Quiterianópolis, atravessa o Ceará e corta o Piauí, se encontrando com o Rio Parnaíba e desaguando no Oceano Atlântico.

A superintendência do IBAMA no Piauí afirmou que ainda não há indícios confirmados de contaminação nas águas do Rio Poti em território piauiense. No entanto, o órgão está aguardando as informações do laudo produzido pelas equipes do Instituto no Ceará para poder deslocar os técnicos e verificar a situação e qualidade da água do Rio Poti aqui no Estado.

O laudo do IBAMA do Ceará aponta que há pelo menos duas pilhas de rejeitos de minério de ferro que estão contaminando a água, uma delas localizada a apenas 75 metros do leito do Rio Poti. A mineradora chegou a construir uma vala para evitar a poluição, mas o problema é que quando chove, a vala escorre e encontra a água.


O Rio Poti tem nascente em Quiterianópolis-CE e foz em Parnaíba - Foto: Arquivo O Dia

A mineradora Globest já havia sido multada em R$ 50 mil no ano passado após outra fiscalização do IBAMA. Na época ficou atestada no laudo do órgão “inadequação dos equipamentos para contenção de rejeitos”. A Globest ficou proibida de operar desde então. Além da multa, o IBAMA aprovou ainda um relatório determinando o tratamento dos efluentes e a exigência de análise laboratorial para medir o impacto no ecossistema em torno de um rio que atende ao consumo humano e animal.

Extensão

O Rio Poti tem sua nascente no município de Quiterianópolis, no Ceará, e sua foz está localizada em Parnaíba, litoral piauiense. A bacia do rio tem 52.370 Km² sendo que a grande parte, 38.797 Km² está no semiárido do Piauí. O rio banha 24 municípios nos dois estados.

O outro lado

A reportagem tentou contato com a Globest Participações Ltda., mas não obteve retorno até o fechamento desta matéria. O espaço fica aberto para futuros esclarecimentos e manifestações por parte da empresa.

Compartilhar no
Por: Maria Clara Estrêla, com informações de O Povo

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário