• Piauí Férias de Norte a Sul
  • SOS Unimed
  • Ecotur 2019
  • Novo app Jornal O Dia

Orquestra Sanfônica abre programação do I Festival O DIA Junino

O Theresina Hall será transformado em um grande arraial: quadrilhas, forró, shows, comidas típicas.

19/06/2019 08:15h - Atualizado em 20/06/2019 11:52h

Acontece nesta quinta-feira (20) a primeira noite de programação do I Festival O DIA Junino, no Theresina Hall. Com estrutura de um verdadeiro arraial: com comidas típicas, quadrilha, alegria e muito forró, o I Festival ODIA Junino animar as noites da capital, como nunca visto. Na primeira noite do festival a animação fica por conta da Orquestra Sanfônica Seu Dominguinhos e as bandas Minamora e Gonzaga LuA festa vai até domingo (23), com uma ampla programação para a família. A entrada é GRATUITA.

Criada em 2013 por Lázaro do Piauí, e sob regência do maestro Ivan Silva, a Orquestra Sanfônica Seu Dominguinhos conta com acordeonistas, percussionistas e baixista que dão vida a arranjos musicais que homenageiam compositores da região nordeste, mesclando com elementos da música erudita. A orquestra é um projeto da Prefeitura de Teresina, desenvolvido através da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FMCMCO) e é uma homenagem a um dos maiores acordeonistas do País: José Domingos de Moraes, mais conhecido como Dominguinhos. Atualmente a orquestra se apresenta em diversas regiões do Nordeste, participa e organiza festivais de música e tem se tornado destaque no cenário musical.

Além da Orquestra, também se apresentam na noite desta quinta as bandas Gonzaga Lu e Minamora. Com mais de 30 anos de carreira, Gonzaga Lu tem como inspiração o Rei do Baião. O forrozeiro iniciou sua carreira em Campo Maior, na banda Spacial. Logo depois, se mudou para Fortaleza- CE, trabalhou na Explosão Som, retornando ao Piauí, ingressou em bandas como Ônix, Sagaz e Beijo de Mulher, até decidir seguir carreira solo. Gonzaga Lu consagrou-se com o trio Asa Branca, onde grandes sucessos de seu ídolo foram regravados, e suas músicas autorais ficaram conhecidas no Piauí, como o verdadeiro forró pé de serra. 

Com mais de 12 anos no mercado, a banda Minamora se destaca no Norte e Nordeste pelo seu ritmo envolvente. Segundo a produtora musical da banda, Rejane Meneses, “o show fica na companhia de Cleison Vieira e Manu Pissoloto, que tem a técnica e a sensibilidade como o forte da dupla. Os hits vão desde modões a brega, para emocionar e animar o público”, descreve. A sexta-feira, 21, a noite será contagiada pela energia das bandas Forró do Barão, Cesinha Garcia e Paulinho Paixão. 

 I Festival O DIA Junino

A preservação da cultura nordestina fica por conta das apresentações das melhores quadrilhas juninas do estado. Nos palcos, teremos desde talentos mirins: Cesinha Garcia e Guiguiba, passando por grandes atrações locais: Fulô do Sertão, Forró do Barão, Banda Minamora, Jardel do Arcodeon, Lene Alves e Forró da Cumadi. E ainda algumas revelações do forró: Gonzaga Lu, Paulinho Paixão e Mara Pavenelly. 


Foto: Jailson Soares/O Dia

Competição de quadrilheiros 

A 10ª edição do Festival Estadual de Quadrilhas Juninas, vai escolher o melhor grupo para representar o Estado. Em cada noite de festa se apresentam sete quadrilhas, dessas, apenas nove chegam à grande final que acontece no domingo (23), encerramento do evento. 

O time vencedor representará o Piauí no Nordestão, que é o maior festival de quadrilhas da região, e o segundo colocado se classifica para o Concurso Nacional de Quadrilhas, em Brasília. 

Confira as outras atrações

Com entrada totalmente gratuita O I Festival ODIA I Festival O DIA Junino Diversão para toda a família Junino inicia as 19h na quinta-feira, 20, com Orquestra Sinfônica de Teresina, logo em seguido teremos Guiguiba, Gonzaga Lú e Forró Minamora. 

Guiguiba 

Francisco Guilherme Santos Cavalcante, mais conhecido como Guiguiba Show, começou a cantar quando na infância, aos 6 anos, participou de vários programas em canais de Tv Nacionais. E conquistou a todos com sua inocência, carisma e um bom forrónejo. O jovem ficou popular nas redes sociais por publicar vídeos cantando com grandes estrelas como Weslley Safadão e Luan Santana, o seu sonho foi tomando forma e sim assim ele conseguiu participar de grandes festas pelo país. 

Cesinha Garcia

Outro grande talento que estará presente no I Festival ODIA Junino é o sanfoneiro mirim Cesinha Garcia. “A banda Cesinha Garcia com apenas 2 anos de existência e já é destaque entre as melhores Bandas do Nordeste. Com um repertório que agrada a gregos e troianos vem arrochando o nó nas festas de vaquejada”, diz a produtora Cassia Santos. 


Cesinha Garcia é uma das grandes atrações do evento - Foto: Divulgação

Natural de Campo Maior, o vocalista Cesar Garcia Ribeiro Filho tem apenas 13 anos e sua paixão pela sanfona impressiona: seu pai o apresentou ao instrumento ainda na infância, desde esta época o menino nunca parou de estudar música e ainda compõe com o irmão. O repertório agrada a todos e principalmente a toda Vaqueirama do Brasil, pois ele canta Forró e Vaquejada. 

Paulinho Paixão 

Com composições românticas, o cantor conquistou o Nordeste e fez parcerias com artistas nacionais. Paulinho Paixão, tem composições gravadas por Léo Magalhães, Luan Santana, Guilherme e Santiago, Bonde do Brasil, Gusttavo Lima, Aviões do Forró, As Coleguinhas e Joelma. 

Sábado é dia de curtição e ao som de Mara Pavanelly, Lene Alves e o Forro da Cumadi e Pegadões do Forró, a noite fica melhor.

Cultura nordestina em alta

Outras atrações darão maior brilho ao grande arraial no Theresina Hall: Mara Pavanelly, uma as maiores cantoras de forró começou a cantar na infância em shows de calouros. Natural de Mirandiba (PE), a nordestina ingressou de vez na música após um convite da banda Cacau com Mel, onde passou três anos cantando. Na adolescência, Mara recebeu um convite para integrar a banda Forrozão Tropikalia. Embalou grandes sucessos na Banda Garota Safada e entre os seus hits mais conhecidos estão “Quem perde é você”, “Eu largo tudo”, “Pode parar” com a banda Furacão do Forró. 

Lene Alves 

Maranhense de nascença, e teresinense de coração. Esta é Lene Alves, vocalista da banda Forró da Cumadi. O grupo atualmente é procurado para tocar em casamentos e shows na cidade, seu repertorio variado agrada a todos os públicos. “A banda tem em seu repertório músicas ecléticas, que variam desde axés antigos e atuais, forró das antigas e sertanejas’, diz a cantora. 

O grupo já fez parte de diversos festivais importantes no Estado, como o Festival do Peixe em Esperantina, Festival dos Cocais em São João do Arraial, Festival da Uva em São João do Piauí e Festival da Rabeca em Bom Jesus, além de carnavais nos quatro cantos do Piauí. No Festival Junino O dia o grupo se apresenta no sábado, 22. 

E para encerrar o melhor festival, no domingo (23) além da grande final das quadrilhas, as 20h teremos As Fulô do Sertão e Jardel do Acordeon. 

As Fulô do Sertão 

As protagonistas da banda são: Adnayane Marins (Triângulo e vocal), Écore Nascimento (Violão/Acordeon e Voz) e Tauana Queiroz (Zabumba e vocal), elas são a representação da memória viva do forró pé de serra. O grupo tem raiz em 2014, quando a paixão pelo Nordeste uniu essas três mulheres. Como relata Adnayane Marins, “o projeto é cultural e musical a fim de retratar a peculiaridade nordestina em suas riquezas. É nas canções de Luiz Gonzaga, Dominguinhos, Jackson do Pandeiro e Marinês, que a banda encontra inspiração para tocar, mas também trabalha com música autoral”. A simplicidade e leveza ao cantar levou As Fulô do Sertão a shows beneficentes, a teatro etc.


Tem mulheres brilhando no forró: "As Fulô do Sertão" - Foto: Divulgação

Um festival junino para crianças e adultos

O primeiro Festival ODIA Junino nasce da necessidade de valorizar as festividades do mês de junho, como explica o Diretor de Marketing do Sistema ODIA de Comunicação, Alberto Moura. “A gente quer trazer para a sociedade teresinense todo o ícone da cultura da festa junina. A festa junina tem uma simbologia forte no Nordeste. Nós, enquanto jornal, temos uma responsabilidade muito grande com a parte cultural, por isso temos um caderno cultural que é tão bem lido aqui em Teresina”, relata.

Este é primeiro ano que o Sistema ODIA conta com as quatro plataformas de comunicação: rádio, tv, portal e jornal impresso. Tendo ainda no grupo o Theresina Hall, pensou-se em agregá-los para trazer diversão à população. Para o festival, a equipe firmou parceria com Fundação Otávio Miranda e a Fepique, Federação Piauiense de Quadrilha Junina. 

Para a criançada teremos brinquedos, doces, bolos e tudo com estrada gratuita. O evento conta com 20 estandes de alimentação e bebidas, mais 

6 estandes para bolos e doces, arquibancada para 3 mil pessoas, 2 palcos  uma para as quadrilhas e o outros para shows e além do estacionamento. 

Alberto Moura ressalta a relevância do encontro para a empresa. “É extrema importância promover um evento que é gratuito. Vamos ter apresentações das principais quadrilhas do estado, além de shows de forró. Essa é a possibilidade de levar seu filho e sua família para comemorar esse período festivo para todo Brasil”, conclui.

Por: Sandy Swamy e Nathalia Amaral

Deixe seu comentário