Homem baleado morre depois de 4 dias na UTI; acusado morreu horas antes

Romildo e José Bezerra se envolveram em uma briga na cidade de União.

10/07/2014 12:22h - Atualizado em 10/07/2014 13:02h

Compartilhar no

Romildo do Nascimento Nery, baleado na cabeça na noite do último domingo (06), na cidade de União, morreu na manhã de hoje (10). Depois que os médicos decretaram morte cerebral, a vítima continuou respirando através de aparelhos durante quatro dias na UTI de um hospital particular de Teresina, mas hoje não resistiu.

Foto: Arquivo pessoal


Romildo morreu após quatro dias internado na UTI

Ele foi atingido durante um desentendimento com o vigia identificado como José Bezerra, que cuidava de um terreno de plantação de cana na localidade Malibú, zona rural de União. A briga aconteceu devido às questões que envolviam gados criados pela família de Romildo. O vigia teria matado alguns animais, que estariam entrando na plantação. Quando foi tomar satisfações com o vigia, houve uma discussão que terminou com Romildo baleado.

Foto: Sanny Ravanne


Carro de José Bezerra foi incendiado por populares revoltados com o crime

O vigia, autor dos disparos, também faleceu nas primeiras horas da noite de ontem (09). Após ter sido espancado por populares, "Zé Bilau", como é conhecido, foi levado ao Hospital Regional de União, mas seu estado piorou e foi transferido ontem para o Hospital de Urgência de Teresina - HUT, e lá permaneceu acompanhado pela polícia civil. Segundo a PM do município, o acusado vomitava sangue e a causa de sua morte ainda não foi divulgada.





Compartilhar no

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário