Governo quer entregar rodovia que interliga Piauí à Bahia até outubro

A estrada tem 25 km de extensão e já tem 70% do asfaltamento realizado

21/05/2021 17:02h

Compartilhar no

A rodovia que interliga Avelino Lopes, no Sul do Piauí, ao município de Butirama, na Bahia, deve ser concluída até o mês de outubro deste ano, segundo projeção do Instituto de Desenvolvimento do Piauí (Idepi). A estrada que está incluída no Pró Piauí tem 25 km de extensão e já tem 70% do asfaltamento realizado.


Leia também: Produtores cobram agilidade no andamento de obras no cerrado piauiense 


O governo pretende ampliar as relações comerciais entre os dois estados e tornar a rodovia um importante corredor de escoamento da produção local que é baseada na agricultura e pecuária. De acordo com diretor-geral do Idepi, Leonardo Sobral, as obras estão avançadas e será entregue antes do prazo. 

“A construção dessa estrada vai aproximar ainda mais o extremo Sul do Piauí com o Oeste da Bahia, fortalecendo as atividades econômicas e sociais que unem a região. Entregaremos essa estrada dois meses antes do prazo e isso é fruto da organização e do planejamento dos projetos, algo que temos implantado ao longo desses dois anos de gestão à frente do Idepi”, disse. 

Foto: Divulgação / Ccom

Leonardo Sobral explicou que serão investidos cerca de R$ 10 milhões que deverão beneficiar os moradores de Avelino Lopes e ainda as cidades vizinhas como São Raimundo Nonato e Caracol que utilizarão  a nova estrada como  rota para a Bahia. Butirama, Campo Alegre de Lourdes e Pilão Arcado, cidades localizadas no estado vizinho também serão beneficiadas. 

PI 392

O Idepi afirmou que a obra de pavimentação asfáltica de um dos trechos da PI 392, entre as cidades de Bom Jesus, Currais e Baixa Grande do Ribeiro, incluindo a Serra do Uruçuí, deverá ser entregue até o final do ano. São 26 km de asfalto que custam R$ 19,5 milhões. 

“Nós começamos o trabalho nesse trecho, conhecido como Rodovia da Soja, em fevereiro e os trabalhos seguem adiantados. A meta é que a recuperação desses 26km facilite o escoamento da produção no Cerrado piauiense”, disse Leonardo Sobral. 

Compartilhar no

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário