• Clínica Shirley Holanda
  • Semana do servidor
  • Netlux
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Governo do Piauí trabalha para viabilizar leilão de aeroportos

Secretário ressalta que aeroporto de Parnaíba tem localização estratégica, o que deve atrair o interesse de empresas operadoras de terminais.

23/04/2019 10:57h - Atualizado em 23/04/2019 12:39h

O Governo do Piauí está trabalhado para que os aeroportos situados no estado sejam incluídos na próxima rodada de negociações entre o Governo Federal e a iniciativa privada, para a concessão dos terminais.

O secretário estadual de Transportes, Guilhermano Pires, afirma que o governador Wellington Dias (PT) já determinou que a administração do aeroporto de Parnaíba seja devolvida para a União, de maneira a facilitar as negociações com a iniciativa privada.

"A outorga do aeroporto de Parnaíba está com o estado do Piauí, mas já há a determinação do governador para que essa outorga não seja prorrogada. Nós devolveremos o aeroporto para a União, para que ele também possa entrar na próxima rodada de concessões. Aí, junto com os demais aeroportos, com certeza haverá uma atratividade maior para as grandes empresas operadoras de aeroportos do Brasil e do mundo. O aeroporto de Parnaíba é importante não só para o turismo do Piauí, mas para o turismo nacional. É um aeroporto extremamente viável, pela sua proximidade com a Europa e com a África. Ele também pode servir como um aeroporto de cargas. Ou seja, ele tem um potencial muito grande", avalia Guilhermano.

O secretário Guilhermano Pires (Foto: Assis Fernandes / O DIA)

Na semana passada, o gestor participou de uma audiência com o presidente da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), José Ricardo Botelho, e com o governador Wellington Dias, para tratar sobre a situação dos aeroportos situados no estado. A reunião contou, ainda, com a presença da deputada federal Margarete Coelho (Progressistas).

Guilhermano Pires destaca a importância de se construir um novo terminal aeroportuário em Teresina, numa região mais periférica, de maneira a aumentar a segurança e permitir que a cidade possa crescer verticalmente em bairros onde hoje isso não é possível. 

"Vamos fazer um projeto para retirar o aeroporto do centro da capital, colocando numa área próxima, uma área em desenvolvimento, para que Teresina não precise mais ter os limites de verticalização que são impostos hoje para as regiões próximas ao aeroporto", afirma Guilhermano.

O gestor revela, ainda, que será marcada uma nova reunião para tratar especificamente do aeroporto de São Raimundo Nonato, que pertence ao Governo do Estado.

A audiência deve ocorrer no próprio município, com a presença de representantes do Governo do Estado, do Ministério dos Transportes, do Ministério do Turismo, da Anac, da Prefeitura de São Raimundo Nonato, das empresas aéreas e de empresas do setor de turismo.

Por: Cícero Portela e Lalesca Setúbal

Deixe seu comentário