Governo autoriza concurso para a Polícia Civil do Piauí com 190 vagas

Certame visa principalmente a suprir as demandas do interior do Estado com vagas para delegados, agentes, escrivães e peritos.

03/07/2017 17:57h - Atualizado em 03/07/2017 18:09h

Compartilhar no

O governador Wellington Dias autorizou na tarde de hoje (03) a realização de concurso para a Polícia Civil do Estado do Piauí com expectativa para acontecer ainda este ano. Na reunião com o secretário de Segurança, Fábio Abreu, ficou acertado que serão abertas 190 vagas para aumento do efetivo da corporação, sendo 20 vagas para delegados, 120 para agentes, 10 vagas para escrivães e 40 vagas para peritos.

A próxima etapa será a escolha da promotora do concurso para discutir o lançamento do edital. De acordo com Fábio Abreu, a discussão sobre a realização do concurso se fez necessária principalmente por conta da possibilidade de aposentadoria de pelo menos 200 policiais que atualmente compõem o quadro da Polícia Civil. Abreu informou ainda que Wellington Dias autorizou que seja implantado na Civil o mesmo esquema que já vigora na Polícia Militar, onde um policial aposentado pode retornar à ativa caso queira.

“Nós vamos apresentar esse Projeto de Lei que trata dessa questão do retorno e que também resolve esse impacto da ausência de 200 policiais. Está claro também que o principal pedido dos agentes de Polícia Civil é a colocação ou a reposição de pessoal nas cidades do interior onde não existe a figura do policial civil. Então para evitar que uma pessoa tenha que se deslocar a outra cidade para registrar um BO, por exemplo, é que nós estamos trabalhando nesse concurso e o objetivo é de termos em cada cidade um policial para registrar as ocorrências”, explicou Fábio Abreu.

Reajustes e promoções

Outro ponto que foi discutido na reunião com o governador diz respeito ao reajuste e promoção dos policiais civis, policiais militares e bombeiros militares do Piauí. Segundo Fábio Abreu, a questão do reajuste salarial está sendo posta em discussão com a Secretaria de Administração e Secretaria de Fazenda, bem como com o Comando Geral da PM e do Corpo de Bombeiros.

O secretário diz também que já há o percentual de policiais civis, militares e bombeiros que estão aptos à promoção e que vai encaminhar à Assembleia Legislativa do Estado a proposta para que ela ocorra ainda este mês.

Compartilhar no
Por: Maria Clara Estrêla, com informações de João Magalhães

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário