FMS confirma 62 casos de H1N1 e Teresina não tem mais vacinas disponíveis

Sobe para quatro o número de mortes por H1N1 e o estoque de vacina ainda disponível servirá apenas para aplicar a segunda dose nas crianças de seis meses a um ano de idade.

22/05/2018 10:49h - Atualizado em 22/05/2018 11:45h

Compartilhar no

A capital piauiense já registra 62 casos confirmados de Gripe H1N1 e quatro óbitos decorrentes da doença. É o que atesta o último boletim epidemiológico divulgado nesta terça-feira (22) pela Fundação Municipal de Saúde de Teresina. O aumento no número de casos acontece em meio à Campanha Nacional de Vacinação Contra a Gripe e um fator preocupante é que Teresina não possui mais doses disponíveis em estoque na Capital.


Foto: Moura Alves/O Dia

A quarta morte confirmada de H1N1 em Teresina é de um adolescente do sexo masculino, que tem 13 anos, deu entrada no Hospital do Satélite e precisou ser transferido para o Instituto de Doenças Tropicais Natan Portela, onde veio a óbito. 

O primeiro caso registrado no estado foi do motorista da Secretaria de Saúde, F.L.S, que se negou a ser internado na primeira ida ao hospital e, quando retornou, já estava em estado gravíssimo. No segundo caso confirmado, a vítima tinha por volta de 50 anos, era diabética, cardiopata e sofria com pneumonia. Já o terceiro caso teve como vítima uma mulher de 38 anos, que tinha asma e era fumante. Ela foi transferida em estado grave do Hospital do Monte Castelo para o HUT e não resistiu. 


Foto: Elias Fontinele/O Dia

Segundo a FMS, o único estoque que a Rede de Frios, local que armazena as vacinas, tem são 5 mil vacinas que servirão para aplicar a segunda dose nas crianças de seis meses a um ano de idade. Isto porque a primeira vacinação em crianças maiores de seis anos deve ser dada em duas doses com intervalo de 30 dias. Depois disso, a dose anual passa a ser única.

Todo o estoque da vacina da gripe já foi distribuído nas mais de 100 salas de Teresina na última sexta-feira. Em sete lotes de entrega por parte do Ministério da Saúde, foram distribuídas 213 mil doses na cidade.

Vale lembrar que a Campanha Nacional de Vacinação se encerra somente no próximo dia 01 de junho e a FMS ainda aguarda da Secretaria Estadual de Saúde e do Ministério da Saúde a resposta sobre o envio de um lote residual da vacina para conseguir completar a meta de vacinação.

Compartilhar no
Por: Maria Clara Estrêla

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário