• Natal
  • Policlinica
  • Motociclista
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Fiscalização descarta contaminação por óleo no Delta do Parnaíba

No entanto, no lado do Delta do Maranhão houve registro de óleo na linha de frente ao mar.

22/11/2019 18:11h

A contaminação do Delta do Parnaíba pelo óleo que atingiu o litoral piauiense na semana passada está descartada pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos(SEMAR). A constatação aconteceu nesta sexta-feira (22) depois que Auditores Fiscais Ambientais realizaram vistorias em vários pontos do Delta.

“Auditores Fiscais Ambientais da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semar) inspecionaram o Delta do Piauí nesta sexta-feira (22) e não constataram registros de óleo”, informou a SEMAR.

O gerente de fiscalização do órgão, Renato Nogueira, explicou que não foram encontradas manchas do óleo e animais foram vistos em todo o trajeto fiscalizado. ““Nosso Delta está limpo, sem ocorrência de óleo e com ecossistema equilibrado. Peixes, caranguejos até jacarés foram avistados durante a nossa vistoria”, afirmou.

Auditores durante fiscalização no Delta do Parnaíba (Foto: Divulgação Semar)

No entanto, a auditora Fiscal Ambiental Waneska Vasconcelos alerta que no lado do Delta do Maranhão houve registro de óleo na linha de frente ao mar. Ela enfatiza que é importante manter o alerta devido a forte influência que as marés têm de trazer novas manchas.

“Vistoriamos as praias através de sobrevoos e em alto mar, com o navio patrulha da Marinha. Nossa expectativa é que novas manchas não surjam, contudo, temos que considerar a influência das marés.  Em relação ao Delta, não foi encontrado registro de óleo nos igarapés e ilhas do Delta, no lado do Piauí, mas houve registro nas ilhas do Delta do lado do Maranhão, na linha em frente ao mar, por isso continuamos em alerta”, diz.

A fiscalização aconteceu depois que o óleo voltou atingir a costa piauiense na semana passada. As praias deAtalaia e Peito de Moça, em Luís Correia, e Pedra do Sal, em Parnaíba, chegaram a ser consideradas impróprias para banho. Na última quinta-feira (21), os locais foram liberados para banho. 

Por: Otávio Neto

Deixe seu comentário