Final de semana violento nas estradas registra 7 mortes no Piauí

19 acidentes ocorreram apenas neste fim de semana; Além das vítimas fatais, 23 pessoas ficaram feridas.

29/05/2017 08:06h - Atualizado em 29/05/2017 08:16h

Compartilhar no

As estradas do Piauí registraram um final de semana atípico, com um número elevado de acidentes e de vítimas fatais: sete pessoas morreram e 23 ficaram feridas em dezenove acidentes. Em um deles, um menino de 9 anos e seu pai faleceram após caírem da moto em que trafegavam.

O sábado foi o dia mais violento do final de semana. O primeiro acidente ocorreu nas primeiras horas da manhã, quando um pedestre foi atropelado por um caminhão, na cidade de Floriano, e veio a óbito. Além deste caso, outros cinco mataram mais cinco pessoas.

Acidente ocorrido em São Pedro do Piauí (Foto: Divulgação PRF)
O acidente mais grave ocorreu por volta das 14h40min de sábado. Pai, mãe e filho trafegavam em uma motocicleta pela BR 316, no Polo Industrial Sul, quando a moto teve um problema e os três caíram. Pai e filho foram atropelados por um ônibus que vinha logo atrás, e morreram no local. A mãe sobreviveu com algumas escoriações.

Mais um acidente ocorrido na BR 135, pista já apontada como ponto crítico das rodovias do Piauí , causou uma morte. Próximo à cidade de Cristalândia, um carro saiu da pista e o condutor, que não teve seu nome revelado, foi arremessado para fora do veículo. A BR 135 tem uma série de irregularidades que já foram constatadas pela Polícia Rodoviária Federal e DNIT.

No domingo (28) houve apenas uma morte, causada pelo uso de álcool ao volante de um automóvel. O acidente aconteceu em Teresina, quando um automóvel colidiu frontalmente com uma motocicleta. O condutor da moto, de 25 anos, morreu no local. O condutor do carro, um homem de 60 anos, foi autuado. Os policiais rodoviários constataram que ele apresentava sintomas de embriaguez, e o teste com etilômetro acusou 0,386 dc/l. Ele foi preso por embriaguez ao volante, e encaminhado para a Central de Flagrantes.

Compartilhar no
Edição: Nayara Felizardo
Por: Andrê Nascimento

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário