• Banner OAB
  • Campanha da Santa Missa
  • Vencer 03
  • Vencer 02
  • Vencer 01
  • Prerrogativas da advogacia
  • Peregrinos da fé
  • Novo app Jornal O Dia

Filho de ferreiro é aprovado em Medicina na Universidade Federal do PI

Estudante do Premen Sul, Valber Tiago Silva, 19 anos, conta que a rotina de estudos era cansativa, mas que o esforço valeu à pena.

19/02/2020 12:36h

Um exemplo, não somente para sua família, mas para centenas de estudantes piauienses que desejam ingressar em uma instituição de Ensino Superior. Valber Tiago Silva, de 19 anos, foi aprovado no curso de Medicina, na Universidade Federal do Piauí (UFPI). O jovem, filho de uma auxiliar de serviços gerais e de um ferreiro armador, conta que a rotina de estudos era cansativa, mas que todo o esforço valeu a pena.

O jovem comenta que, graças à rotina de estudo e dedicação dos professores, ele e outros estudantes conseguiram ser aprovados em diversos cursos, muitos bastante concorridos, como Medicina e Direito.

“A rotina de estudo era bastante pesada, pois eu já almejada o curso de Medicina, então eu estudava de 4h a 6h por dia, além das aulas que eu assistia no Unitodos. Os professores ajudavam na resolução de questões e tirando dúvidas e isso foi muito importante”, comenta.


Valber Tiago Silva, de 19 anos, foi aprovado no curso de Medicina, na Universidade Federal do Piauí (UFPI) - Foto: Assis Fernandes/O Dia

Aluno da escola Premen Sul, na rede Estadual de Ensino, o jovem fez o curso Técnico na área de Farmácia, integrado ao Ensino Médio. Em 2019, ele chegou a ser aprovado no curso de Farmácia, na UFPI, mas seu maior sonho era a aprovação no curso de Medicina.

“Meu pai e minha não tem curso superior. Eu só moro com meu pai e sou o primeiro da família a ser aprovado em Medicina. Quando o resultado da lista de espera saiu a ficha caiu, é uma sensação de muita felicidade”, disse.

Valber Tiago foi aluno do Programa Universidade para Todos (Unitodos), liderado pela Secretaria Municipal da Juventude (Semjuv). Ele e mais 39 alunos foram agraciados com certificados e premiações pelos bons resultados que tiveram no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), como primeira e segunda colocação nas convocações para Instituições de Ensino Superior.

Uma das alunas é a Jéssica Gabriela Rodrigues de Oliveira (18), estudante da Unidade Escolar Professor Felismino Freitas, zona Norte de Teresina, que foi aprovada no curso de Pedagogia, também na UFPI. Ela conta que a aprovação neste curso será um desafio para ela, que almejada o curso de Letras Inglês. Porém, suas expectativas são as melhores possíveis e ela espera ser exemplo, não somente para seu irmão mais novo, como para outros estudantes.


Jéssica Gabriela Rodrigues de Oliveira, 18 anos, foi aprovada no curso de Pedagogia, também na UFPI - Foto: Assis Fernandes/O Dia

“Eu nunca tive uma rotina muito intensa de estudos, mas em sala de aula eu focava no que os professores estavam explicando. Pela manhã eu ia para a escola e à noite para o Unitodos. Também estudava muito Redação, para forçar a escrita. Confesso que não acreditava muito que o Programa seria tão bom, mas chegando lá eu vi que os alunos eram muito empenhados, então foi uma experiência desafiadora. Eu sou a terceira pessoas da minha família inteira a entrar em uma instituição superior, então isso é um incentivo para o meu irmão de 16 anos”, confessa.

O prefeito de Teresina, Firmino Filho, enfatiza que o Programa Unitodos permite que os jovens façam revisões intensas antes do Enem e obter bom desempenho. “Esse é um programa de qualidade e mais uma vez demonstrou a capacidade de ajudar esses jovens. A Educação é a arma mais poderosa para se conquistar o mundo e com apoio do serviço público a vida das pessoas podem se transformadas radicalmente”, pontua.

Professores são homenageados

Além dos 40 alunos que tiveram bons resultados no Enem e foram premiados, 14 professores que integram o Unitodos também receberam homenagens por se destacarem no ensino. Neste ano, foram 254 aprovações no total, 186 na primeira chamada do Sisu e 64 no Programa Universidade ao Alcance de Todos (Prouni).


Professores que integram o Unitodos também receberam homenagens por se destacarem no ensino - Foto: Assis Fernandes/O Dia

A professora de Português, Maria do Socorro Barbosa, ministra aula há quatro anos na Universidade para Todos e pontua a alegria que é ver dezenas de jovens realizando seus sonhos e sendo aprovados em instituições de Ensino Superior.

“Muitos desses alunos são carentes, de famílias no qual os pais não puderam estudar, então eles se esforçam atrás dos seus sonhos para ser a diferença e fazer a diferença, podendo dar uma vida melhor para seus pais”, conclui.

Por: Isabela Lopes, do Jornal O Dia

Deixe seu comentário