• Clínica Shirley Holanda
  • Semana do servidor
  • Netlux
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Castelo do Piauí: estudantes são transportados em “pau de arara”

As imagens foram feitas na última quarta-feira (11), mas divulgadas apenas hoje.

17/09/2019 16:10h - Atualizado em 18/09/2019 10:45h

Estudantes da Unidade Escolar Sales Martins, em Castelo do Piauí, norte do estado, estão sendo transportados em “pau de arara” até as escolas no centro da cidade. 

A deputada estadual Lucy Soares (Progressista) fez o flagrante e publicou em suasredes sociais. O código de trânsito proíbe o transporte de passageiros em carrocerias.


Lucy Soares conversa com estudantes da Unidade Escolar Sales Martins. Foto: ASCOM

As imagens foram feitas na última quarta-feira (11), mas divulgadas apenas hoje. Ainda de acordo com a deputada, cerca de 20 estudantes diariamente são levados em caminhonetes “pau de arara”.

Em um vídeo publicado em seu perfil oficial no Instagram, a parlamentar pediu reposta dos gestores estaduais. “Gostaria de compartilhar com todos os piauienses como os estudantes da Unidade Escolar Sales Martins são transportados, em pau de arara. Peço repostas aos gestores estaduais responsáveis pela educação!”, disse.

No mês passado, o Tribunal de Conta dos Estado (TCE) divulgou um relatório de fiscalização que apontou uma série de irregularidades em escolas do interior do estado.   Dentre os problemas, à falta de professores efetivos, no transporte escolar das crianças, em muitos casos, realizado em veículos do tipo ‘pau de arara’.

Procurados pelo Portal O Dia, a Secretaria de Educação (Seduc)emitiu nota na tarde desta terça-feira (17) informando que a empresa responsável pelo transporte dos alunos em Castelo do Piauí será notificada por não estar cumprindo com as obrigações contratuais.

Ainda segundo a Seduc uma “nova licitação de transporte escolar já está em fase de finalização pela SeadPrev e irá beneficiar aproximadamente 50 mil alunos da Rede Pública de Ensino, garantindo transporte de qualidade, com acessibilidade e conforto”. 

Edição: Adriana Magalhães
Por: Jorge Machado, do Jornal O Dia

Deixe seu comentário