Enem 2021: candidatos devem ficar atentos ao que levar para prova

Provas acontecem neste domingo e no próximo. No Piauí, 81 mil pessoas estão inscritas

20/11/2021 10:21h

Compartilhar no

O Exame Nacional do Ensino Médio - Enem 2021 acontece neste domingo (21) e no próximo (28), e os estudantes precisam ficar atentos ao que levar para as provas. Quem se preparou o ano todo não pode se descuidar nesta reta final. Em todo o Brasil, 3.109.762 candidatos tiveram a inscrição confirmada. Já no Piauí, são 81 mil inscritos.

Já as pessoas privadas de liberdade (PPL) e isentos em 2020 (candidatos que se inscreveram após determinação do STF de reabrir o sistema para quem perdeu direito à gratuidade por não ter comparecido em 2020) realizarão as provas nos dias 9 e 16 de janeiro de 2022.

Foto: Arquivo/ODIA

Confira algumas dicas de como se preparar para não perder a aplicação do exame:


Cartão de inscrição

Ele está disponível para consulta desde o dia 03 de novembro. O documento traz informações como endereço onde o candidato fará a prova, número de inscrição, data e horário da aplicação. O cartão pode ser acessado no site: enem.inep.gov.br/participante.


Local de prova

A primeira orientação aos candidatos é conferir o local de prova. Se possível, visite o endereço com antecedência. Nos dois dias de provas, os portões se abrem às 12h e fecham às 13h (horário de Brasília).

Ao sair de casa, o candidato deve se certificar do seu local de prova para que não haja atrasos e os estudantes que receberem o cartão de passe livre poderão utilizá-lo para o deslocamento. 


O que levar?

A caneta esferográfica preta e de material transparente, além de uma boa alimentação, são itens básicos para os candidatos. O documento de identificação também é outro item importante e precisa conter foto, não sendo permitido o uso de cópia. Objetos desnecessários, que possam atrapalhar na hora da revista pelo detector de metais, que é utilizado ao chegar no local e na ida ao banheiro, devem ser evitados. 


Documento de identificação

Alguns deles não serão mais aceitos no dia do Exame. São eles:

- Protocolos;

- Certificado de Dispensa de Incorporação;

- Certificado de Reservista;

- Certidão de Nascimento;

- Certidão de Casamento;

- Título Eleitoral;

- Carteira Nacional de Habilitação em modelo anterior à Lei nº 9.503, de 1997;

- Carteira de Estudante;

- Registro Administrativo de Nascimento Indígena (Rani);

- Crachás e identidade funcional de qualquer natureza;

- Cópias de documentos válidos, mesmo que autenticadas;

- Documentos digitais apresentados eletronicamente.

Foto: Arquivo/ODIA

Como será a aplicação das provas?

As provas serão aplicadas em dois domingos (21 e 28 de novembro) e os cadernos apresentam quatro provas com 45 questões cada uma, além de uma redação. O conteúdo é dividido nos seguintes cadernos e dias:

Dia 1) Ciências Humanas e suas Tecnologias - Geografia, História, Filosofia e Sociologia; Linguagens, Códigos e suas Tecnologias - Língua Portuguesa, Literatura, língua estrangeira (Inglês ou Espanhol), Artes e Educação Física; além da Redação (duração da prova de cinco horas e meia)

Dia 2) Ciências da Natureza e suas Tecnologias - Física, Química e Biologia; e Matemática e suas Tecnologias. (duração de cinco horas)

Novidades

Nesta edição, o Enem impresso e digital serão aplicados nos mesmos dias e contarão com os mesmos itens (questões) e o mesmo tema de redação. A única diferença entre as modalidades é que, na digital, as questões objetivas são respondidas em um computador.

Este ano, a versão digital terá recursos de acessibilidade para a realização do exame. Os participantes que tiverem pedido de atendimento aprovado pelo Inep poderão realizar, por exemplo, prova ampliada, superampliadas e com contraste (voltada para pessoas com baixa visão), e locais de aplicação com acessibilidade. Na edição anterior, apenas a versão impressa oferecia essas opções.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário