Empresas de ônibus de Teresina fazem consórcio para concorrer à licitação

Apenas uma empresa de fora do Estado se inscreveu para participar.

11/06/2014 10:18h - Atualizado em 11/06/2014 13:04h

Compartilhar no

Aconteceu na manhã de hoje (11), no auditório da Secretaria de Finanças do Palácio da Cidade, a apresentação das propostas das empresas que se candidataram para a licitação do transporte público em Teresina. Das sete empresas que concorrem aos quatro lotes, apenas uma é de fora - a Transpremiun, da cidade de São Luís, no Maranhão. As outras seis empresas são de Teresina, que já  atuam no setor.

Na verdade, as treze empresas que já que exploram atualmente o transporte público de Teresina se juntaram em consórcios e formaram as seis associações que estão concorrendo aos quatro lotes. Segundo o presidente do Setut, Herbert Miura, isso foi necessário para que os empresários conseguissem se adequar às exigências do edital. "O investimento exigido é muito alto, por isso as empresas familiares tiveram que se associar com outras empresas familiares para concorrer", afirma Miúra.

Foi 29 o número de empresas que compraram o edital, contudo, apenas sete se inscreveram. Segundo o presidente do Setut, a falta de empresas de fora na concorrência é justificada pela complexidade do edital e pela margem apertada de lucro que ele possibilita. "A gente já está nesse negócio, então temos que insistir é nele mesmo. Mas dizer que está bom, não está", reclama o empresário.

Estão concorrendo ao lote 1 (zona Norte) o Consórcio Poty e Consórcio Verde. No lote 2 (zona Leste) disputam a empresa Transpremiun e o Consórcio Urbanus. O lote 3 (zona Sudeste) está sendo disputado pela Transcol e pelo Consórcio Theresina. Já o lote 4 (zona Sul) foi pleiteado apenas pela Transcol, que precisa optar entre os lotes 3 e 4.

Cada empresa pode participar de dois lotes, sendo um deles como majoritária e o outro como minoritária. Hoje foram abertos os envelopes com os documentos de habilitação das empresas. Outros dois, com proposta técnica e financeira permanecem lacrados e somente serão abertos depois que a comissão mista de licitação avaliar o envelope com a documentação de todas as empresas.


Integram a comissão mista três representantes da comissão de licitação - Pang Yen Hsiao, Evaldo Melo e Oscar Brioso - e três representantes das empresas que concorrem à licitação - Herbert Miúra, Sofieri Sousa e Alberlan Euclides.

Segundo o presidente da comissão de licitação, Ricardo Freitas, após a avaliação das habilitações das empresas, serão abertas as propostas técnicas e financeiras. "Acredito que do final de julho para meados de agosto teremos o resultado final. A análise tem que ser bem minuciosa, por isso o prazo", disse Freitas.


Veja as empresas que estão concorrendo:

Lote 1 (Zona Norte)

Consórcio Verde: Taguatur, Dois Irmãos, Emtracol, Santa Cruz e Transporte Theresina)

Consórcio Poty: Piauiense, Teresinense e Emvipi)

Lote 2 (Zona Leste)

Transpremium (São Luis-MA)

Consórcio Urbanus: Cidade Verde, Asa Branca, São Cristóvão e Santana

Lote 3 (Zona Sudeste)

Transcol 

Consórcio Theresina: Taguatur, Dois Irmãos, Emtracol, São Cristóvão e Transporte Theresina

Lote 4 (Zona Sul)

Transcol 



Compartilhar no
Por: Nayara Felizardo (do local) e Sanny Ravanne (Redação)

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário