• Curta Doar
  • Teresina 167 anos
  • Casa dos salgados
  • Novo app Jornal O Dia

Em 10 dias, homem é preso duas vezes por furtar estações de ônibus

Abrigos de passageiros se tornam alvo da ação de vândalos que furtam fiação, aparelhos de ar-condicionado, além de depredarem o patrimônio público.

01/08/2019 08:05h

Desde que as estações de passageiros do novo sistema de integração do transporte público de Teresina começaram a ser construídas, diversos atos de vandalismo vêm sendo registrados, como pichações, roubos de aparelhos de ar-condicionado, vidros quebrados. Recentemente, a Estação Dnit, localizada na Avenida João XXIII, em frente ao órgão que dá nome à parada, teve o vidro de uma das portas quebrado e os estilhaços ainda estão espalhados pelo local. 

Casos como este já levaram a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) abrir 11 Boletins de Ocorrência, sendo dois flagrantes em delito. Uma das pessoas acusadas de praticar furto nas estações está presa na Casa de Custódia e outra está respondendo em liberdade. 

“Esse é um crime qualificado, inclusive já tivemos quatro flagrantes delitos autuados, sendo que uma das pessoas foi autuada no dia 11 de julho, preso em situação de flagrante com os fios já embalados dentro de uma sacola plástica. Ele foi encaminhado para a Central de Flagrantes, encaminhado para Audiência de Custódia e, infelizmente, a Justiça o colocou em liberdade, mas está respondendo processo de furto”, conta o coronel Jaime Oliveira, diretor de Operação e Fiscalização da Strans.

Porém, no dia 21 deste mês, 10 dias após ser detido, o mesmo homem voltou a furtar a fiação das estações. Desta vez, ele foi preso em flagrante delito, encaminhado para a Audiência de Custódia e, devido ser reincidente, o homem foi julgado e encaminhado para a Casa de Custódia. De acordo com o coronel Jaime Oliveira, o acusado já tinha cometido o mesmo crime quatro vezes.

Para o diretor de Operação e Fiscalização da Strans, o furto de materiais, como fios e ar-condicionado, bem como danos e pichações nas estações de embarque e desembarque, é considerado um verdadeiro absurdo e uma prática criminosa contra a própria sociedade, que custeia essas obras e serviços através do pagamento de impostos.


O vidro de uma das portas da Estação Dnit, na João XXIII, foi quebrado nos últimos dia - Foto: Assis Fernandes/O Dia

“Essas práticas são consideradas crimes e estão previstas no Código Brasileiro, através dos artigos nº 155, que fala do furto, e do nº 163, que se trata de bem patrimonial do município. A Polícia está investigando os receptadores desses produtos que são furtados das estações e, em breve, estará prendendo esses criminosos. As estações vieram para dar mais conforto à população, por ser um local refrigerado, com assento, confortável, que protege do sol e da chuva, e infelizmente acontece este tipo de crime”, lamenta.

Como denunciar

Diante dos casos, a Strans pede a colaboração da população para denunciar os infratores. “Pedimos que a população seja um fiscalizador e, ao presenciar alguma prática criminosa, denuncie. Esses serviços são executados com os impostos que a população paga, então temos o dever de, ao encontrar uma pessoa praticando um ato criminoso, fazer alguma coisa. A população deve ligar para a Strans, através do telefone 3122-7617 e fazer a denúncia que enviaremos uma viatura imediatamente até o local, já que temos convênio com a Polícia Militar”, frisa o coronel.

Por: Isabela Lopes - Jornal O Dia

Deixe seu comentário