• SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Educação pública estadual entra de greve a partir da próxima segunda

Professores pedem reajuste do piso salarial em 12,84% e alega falta de prazo e de respostas por parte do governo. Início do ano letivo fica prejudicado.

04/02/2020 11:06h - Atualizado em 04/02/2020 11:10h

O ano letivo nas escolas públicas estaduais do Piauí está sem data para começar neste 2020. Isto porque os professores da Educação do Estado aprovaram, em assembleia realizada hoje (04), a greve geral da categoria pedindo o reajuste salarial de 12,84%. O movimento começa a partir da próxima segunda-feira (10).

Ontem, os representantes da categoria se reuniram com o secretário de Governo, Osmar Júnior (PC do B), mas nenhum acordo foi firmado. Hoje, os trabalhadores se reuniram para deliberar a respeito das reivindicações. A presidente da entidade, Paulina Almeida, afirmou que além do reajuste deste ano, outro ponto que gerou insatisfação nos trabalhadores e levou ao indicativo de greve diz respeito aos impasses na concessão do reajuste de 4,17 referente ao ano passado.


Foto: O Dia

“A educação foi escolhida como alvo. Não cumpriram o piso de 2019 e o acordo firmado com a categoria, deixando aposentados e aposentadas sem reajuste e os ativos com a insegurança do auxílio alimentação. Nossa luta envolve a valorização profissional e a execução do reajuste do piso nacional do magistério de forma paritária”, explicou Paulina.

A greve está marcada para começar na próxima segunda (10). No mesmo dia, os trabalhadores da educação vão se reunir em protesto em frente ao Palácio de Karnak.

Por: Maria Clara Estrêla

Deixe seu comentário