Durante protesto, populares plantam mudas em buracos da BR-316

A partir da Casa de Custódia até o trecho do quilômetro 8, o asfalto da rodovia está cheio de buracos e motoristas reclamam dos prejuízos e dificuldade de trafegar.

01/04/2019 07:31h - Atualizado em 01/04/2019 09:38h

Compartilhar no

Quem passou pela BR-316 na manhã deste domingo (31) se deparou com a cena inusitada de populares plantando mudas nos buracos da rodovia. A ação fazia parte de um protesto por melhorias nas condições de tráfego na via. Os motoristas que passam pelo trecho entre a Casa de Custódia, na saída de Teresina, até o quilômetro oito enfrentam buraqueira e precisam, por vezes, dirigir pelo acostamento para evitar acidentes e ter prejuízos em seus veículos.

Os manifestantes informaram que a ideia do ato tem o objetivo de mostrar que a BR-316 já não possui mais asfalto naquele trecho. O protesto foi acompanhado de perto pela Polícia Rodoviária Federal, que garantiu que mesmo com a manifestação, o trânsito continuasse fluindo na rodovia.


Além dos problemas estruturais na rodovia, os manifestantes reivindicavam também a duplicação da BR-316, pelo menos nos trechos de maior movimento, e a anulação das multas aplicadas pela PRF aos motoristas que tiveram que usar o acostamento para poder desviar da buraqueira na via.


Sobre as multas, a PRF informou que elas serão anuladas, uma vez que não há sinalização na rodovia. Os motoristas que foram autuados deverão procurar a sede da Corporação e recorrer das penalidades, provando que recebeu a multa em local sem sinalização. Já a respeito das obras estruturais, o Departamento de Estradas e Rodagem do Piauí (DER) informou que nos próximos dias iniciará, em caráter emergencial, uma operação tapa buracos para recapear todo o trecho danificado.

Com relação à duplicação da BR-316, o DER disse que a obra será retomada agora no mês de abril e está orçada em R$ 65 bilhões. A ação prevê, além da duplicação da via em nove quilômetros com a construção de oito faixas de veículos, a construção de ciclovia, elevados e três passarelas para pedestres.

Compartilhar no
Por: Maria Clara Estrêla

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário