Doações dobram, mas Banco de Leite materno ainda não atende demanda de bebês do Piauí

Atualmente, são atendidos, em média, 80 bebês prematuros. Por dia, são coletados 8 litros de leite materno por dia, mas o volume ainda não atende todas as crianças.

03/08/2021 11:10h

Compartilhar no

Os bebês, especialmente os prematuros e que estão internados, necessitam, mais do que nunca, do leite materno para seu desenvolvimento. Quando suas próprias mães não podem amamentá-los, eles recebem os leites maternos disponíveis no banco de leite. Por isso, é muito importante que os programas de captação de novas mães doadoras sejam intensificados.


Leia também:  “Amamentar se tornou uma esperança, uma missão”, diz mãe de bebê prematuro 


Atualmente, o Banco de Leite da Maternidade Dona Evangelina Rosa (MDER), localizado em Teresina, atende entre 60 e 80 bebês prematuros. Entretanto, a quantidade de leite materno pasteurizado recebido não é suficiente para atender a demanda diária das crianças.

“Hoje, até melhoramos a coleta. Antes tínhamos uma coleta de 4 litros por dia e hoje conseguimos atingir em torno de 8 litros por dia, mas essa quantidade ainda não é suficiente para atender a quantidade de bebês nascidos prematuros”, lamenta Vanessa Paz.

(Fotos: Reprodução/Instagram MDER)

Com o leite materno, a criança se desenvolve com saúde, tem mais chances de recuperação e fica protegida de infecções, diarréias e alergias, especialmente os bebês prematuros e de baixo peso.

“Não conseguimos atender 100% da demanda porque à medida que o bebê tem melhora clínica e seu volume de dieta aumenta, isso compromete o estoque. Ainda não temos aquela auto suficiência para manter todos os bebês com leite humano pasteurizado. Por isso, fazemos uma organização e classificação, de acordo com a prematuridade e condição clínica dos bebês, e vão sendo beneficiados de acordo com essa situação, por isso a necessidade de ampliar a captação”, reforça Vanessa Paz, coordenadora do Banco de Leite.

Neste mês é celebrado o ‘Agosto Dourado’, em alusão ao aleitamento materno, alimento considerado ouro pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Para chamar atenção para a data, o Banco de Leite da Maternidade Dona Evangelina Rosa (MDER) está desenvolvendo diversas atividades para promover as ações alusivas. O objetivo é, também, captar novas mães para que se tornem doadoras.

Atividades em alusão ao Agosto Dourado

Durante todo o mês de agosto serão realizadas ações em alusão ao ‘Agosto Dourado’. Nesta quinta-feira (05) será realizado o Fórum Estadual de Aleitamento Materno, discutindo o tema deste ano “Proteger a Amamentação: Uma responsabilidade de todos”, além de lives ao longo do mês.

“Estamos programando um mamaço virtual para concluir o mês de agosto, como forma de mobilizar as mães e a sociedade sobre a importância da amamentação. O Banco de Leite  continua com suas atividades durante todo o mês para captação de mães. Embora tenha melhorado, ainda precisamos, pois essa é uma necessidade constante”, disse Vanessa Paz, coordenadora do banco de leite.

Para obter mais informações sobre como se tornar uma doadora de leite materno, a maneira correta de coletar ou outros demandas, basta entrar em contato com o Banco de Leite, que fica localizado na Maternidade Dona Evangelina Rosa, na Avenida Higino Cunha, bairro Cristo Rei, zona Sul de Teresina.

Quem pode ser doadora de leite humano?

Algumas mulheres quando estão amamentando produzem um volume de leite além da necessidade do bebê, o que possibilita que sejam doadoras de um Banco de Leite Humano.

De acordo com a legislação que regulamenta o funcionamento dos Bancos de Leite no Brasil (RDC Nº 171) a doadora, além de  apresentar excesso de leite, deve ser saudável, não usar medicamentos que impeçam a doação e se dispor a ordenhar e a doar o excedente.

Como doar?

Os telefones para contato do Banco de Leite Humano da Maternidade são: 0800 280 2522 ou (86) 99498-5120 (WhatsApp). Nas redes sociais, é possível acessar @bancodeleitethe  

Como preparar o frasco para coletar o leite humano?

- Escolha um frasco de vidro com tampa plástica, pode ser de café solúvel ou maionese;
- Retire o rótulo e o papelão que fica sob a tampa e lave com água e sabão, enxaguando bem;
- Em seguida coloque em uma panela o vidro e a tampa e cubra com água, deixando ferver por 15 minutos (conte o tempo a partir do início da fervura);
- Escorra a água da panela e coloque o frasco e a tampa para secar de boca para baixo em um pano limpo;
- Deixe escorrer a água do frasco e da tampa. Não enxugue;
- Você poderá usar quando estiver seco;- Feche o frasco sem tocar com a mão na parte interna da tampa;
- O ideal é deixar vários frascos preparados.

Como se preparar para retirar o leite humano (ordenhar)?

O leite deve ser retirado depois que o bebê mamar ou quando as mamas estiverem muito cheias.

Ao retirar o leite é importante que você siga algumas recomendações que fazem parte da garantia de qualidade do leite humano distribuído aos bebês hospitalizados:

1- Escolha um lugar limpo, tranquilo e longe de animais;
2- Prenda e cubra os cabelos com uma touca ou lenço;
3- Evite conversar durante a retirada do leite ou utilize uma máscara ou fralda cobrindo o nariz e a boca;
4- Lave as mãos e antebraços com água e sabão e seque em uma toalha limpa.

Como retirar o leite humano (ordenhar) 

Comece fazendo massagem suave e circular nas mamas.  Massageie as mamas com as polpas dos dedos   começando na aréola (parte escura da mama) e, de forma circular,  em  toda a mama. É ideal que o leite seja retirado de forma manual: 

Massageie as mamas com a ponta dos dedos, fazendo movimentos circulares no sentido da parte escura (aréola) para o corpo.

- Coloque o polegar acima da linha onde acaba a aréola;
- Coloque os dedos indicador e médio abaixo da aréola;
- Firme os dedos e empurre para trás em direção ao corpo;
- Aperte o polegar contra os outros dedos até sair o leite;
- Despreze os primeiros jatos ou gotas;
- Abra o frasco e coloque a tampa sobre a mesa, forrada com um pano limpo, com a abertura para cima;
- Colha o leite no frasco, colocando-o debaixo da aréola;
- Após terminar a coleta, feche bem o frasco.

Como guardar o leite retirado para doação?

O frasco com o leite retirado deve ser armazenado imediatamente  no congelador ou freezer.

Na próxima vez que for retirar o leite, utilize outro recipiente esterilizado (pode ser um copo de vidro) e ao terminar acrescente este leite no frasco que já está no freezer ou congelador.

O leite pode ficar armazenado congelado por até 15 dias, mas para doar ao banco de leite humano você deve entrar em contato por telefone e fornecer seu endereço quando completar 10 dias que o leite foi retirado das mamas.

O leite humano doado, após passar por processo que envolve seleção, classificação e pasteurização, é distribuído com qualidade certificada aos bebês internados em unidades neonatais.

Compartilhar no

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário