• SOS Unimed
  • Fagner
  • Trilha das emoções
  • Novo app Jornal O Dia

Dias trata sobre novo contrato de financiamento com Banco Mundial

Na ocasião, foi tratado sobre o novo contrato de financiamento que irá acelerar o Programa Emergencial Financeiro.

13/06/2019 08:55h

O governador Wellington Dias reuniu-se, nesta quarta-feira (12), em Brasília, com o coordenador de Infraestrutura do Banco Mundial no Brasil, Paul Procee. Na ocasião, foi tratado sobre o novo contrato de financiamento que irá acelerar o Programa Emergencial Financeiro.

Proposto pelo chefe do executivo estadual, o programa se baseia em regras para utilização das novas receitas relacionadas ao gás e ao petróleo, seja pela cessão onerosa ou pela provável distribuição dos royalties do pré-sal, após o julgamento final de recurso contra liminar da ministra Cármem Lúcia pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Em Brasília, governador trata sobre novo contrato de financiamento com Banco Mundial. (Foto: Divulgação/CCOM)

Wellington Dias aguarda a aprovação do programa no Congresso Nacional nos próximos dias. “O banco está animado com a proposta do Piauí. Temos todos os dados necessários por parte do Governo do Estado, um dos quatro projetos mais avançados e, após a aprovação, que deve sair até o final da próxima semana, vamos estar autorizados a celebrar o contrato com o Banco Mundial, com aval da União”, pontuou o governador.

No encontro, o Banco Mundial também se colocou à disposição para assessorar o Piauí quanto ao equilíbrio fiscal e previdenciário, além de querer realizar um estudo sobre a evolução do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) do Piauí. “Nosso estado é um destaque no Brasil e no mundo pela forma acelerada de desenvolvimento humano. Por volta de 2003, saímos de um IDH muito baixo para alcançar hoje um IDH mediano e com expectativa de pular para o alto desenvolvimento em 2022. É uma experiência encontrada em poucas regiões e vamos documentá-la”, disse Wellington Dias.

Também foi pauta da reunião um novo projeto de lei, que será enviado para a Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi), que visa colocar na ordem do dia uma forma segura e adequada para que a regularização fundiária no Piauí seja acelerada.

Fonte: Da Redação

Deixe seu comentário