DHPP prende membro do PCC suspeito de matar ex-lutador

O lutador Isac Nylton foi morto no dia 08 de setembro no bairro Dirceu II, zona sudeste de Teresina.

09/10/2020 11:23h - Atualizado em 09/10/2020 11:34h

Compartilhar no

Na manhã desta sexta-feira, 09, a Polícia Civil do Piauí, através do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), deu cumprimento ao mandado de prisão preventiva contra F. K. da S., um dos autores do homicídio contra a vítima Isac Nylton Alves da Oliveira. O fato ocorreu no dia 08 de setembro de 2020, no bairro Dirceu II, zona sudeste de Teresina.

De acordo com as investigações, a vítima estava retornando para sua casa e momentos antes de entrar na residência foi abordado por dois indivíduos (F. K. da S. e G.S.S.) em um carro, onde ambos armados de pistolas executaram a vítima com 13 disparos.


DHPP prende membro do PCC suspeito de matar ex-lutador. Foto: Polícia Cívil

" A motivação do crime é uma rixa antiga que existia entre Isac e os autores, visto que o suspeito preso hoje é faccionado da organização criminosa PCC, e exercia um papel importante na facção", diz DHPP.

O suspeito estava foragido do sistema prisional por mais de quatro anos, e atualmente estava escondido em uma residência, na Vila da Guia, zona sudeste, nesta capital. Além disso, também foi dado cumprimento ao mandado de busca e apreensão para o referido endereço. 

Armas e anotações do PCC foram encontradas na casa

Após as buscas foram encontrados: uma pistola calibre .40, modelo 24/7 Tatical com 11 munições; um tablete e duas trouxas de uma substância análogos a maconha; R$ 69,00 em dinheiro trocado; uma caixa de uma balança de precisão; e anotações referentes a contribuições pecuniária de membros da facção criminosa (PCC) e um RG falso com a foto do suspeito.


Policiais encontram na casa do suspeito, arma, dinheiro e anotação de membros do PCC. Foto: Polícia Civil

"O outro autor do fato do homicídio, G.S.S., já encontra-se recolhido ao sistema prisional", afirma o DHPP. O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa disponibiliza o número 181 para denúncias anônimas

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Por: Sandy Swamy

Deixe seu comentário