• Curta Doar
  • Teresina 167 anos
  • Casa dos salgados
  • Novo app Jornal O Dia

Delegada: Brasil precisa avançar na luta pela igualdade de gênero

Em entrevista à rádio FM O DIA, Anamelka Cadena afirmou também que não descarta a possibilidade de concorrer a um cargo eletivo.

14/08/2019 16:22h - Atualizado em 15/08/2019 07:48h

delegada Anamelka Cadena, diretora de Gestão Interna da Secretaria de Segurança Pública, avalia que o Brasil ainda precisa avançar bastante para alcançar o nível ideal de respeito à igualdade de direitos entre homens e mulheres.

"A gente percebe que é recorrente a desconstrução do machismo, do sexismo. A gente percebe que esses discursos começam a ser mais agregados no seio social, as pessoas começam a falar mais disso. As mulheres e os movimentos sociais têm um papel muito importante, em trazer essa discussão à tona, mas a gente ainda vê, por exemplo, que é comum mulheres exercendo as mesmas atividades que os homens e ganhando menos, conforme apontou uma recente pesquisa do IBGE. Então, na prática, a gente percebe que é preciso evoluir muito, que não é mimimi. A gente está falando em paridade de direitos, em ocupação de espaços públicos, espaços de chefia, o que é algo que não está tão naturalizado quanto a gente queria", avalia Anamelka.

A delegada Anamelka Cadena (Foto: Elias Fontinele / O DIA)

A delegada ressalta que essa disparidade na efetivação dos direitos de homens e de mulheres é um fator que contribui para aumentar os casos de violência de gênero. Por outro lado, ela acredita que a consolidação da paridade é uma tendência evolutiva.

'Não costumo arregar em desafios', diz Anamelka sobre candidatura em eleição

Em entrevista à rádio FM O DIA (92,7 MHz), a delegada Anamelka afirmou também que não descarta a possibilidade de concorrer a um cargo eletivo nas próximas eleições. Mas ressalta que só tomaria essa decisão se observasse um desejo, entre os eleitores, de vê-la na política.

"Se eu fosse chamada para uma responsabilidade dessas, eu jamais fugiria da raia. Eu não sou filiada a nenhum partido político hoje. Mas é algo que a gente não diz que nunca vai acontecer, óbvio. Eu acredito que não se deve abrir mão de uma possibilidade de colaborar, e o Legislativo te oportuniza dar uma colaboração muito mais eficaz do que o Executivo. É muito interessante a possibilidade de elaborar as leis que serão executadas, mas isso só aconteceria, realmente, se viesse com um clamor de fora pra dentro [...] Eu estou sempre á disposição para ajudar, em qualquer circunstância. Eu não costumo arregar em desafios. Quando eles são colocados, eu costumo apostar neles e seguir em frente para desenvolver o trabalho da melhor forma possível", afirma Anamelka. 

Por: Cícero Portela

Deixe seu comentário