Covid: 'Piauí tem a terceira menor taxa de letalidade do Brasil', diz Wellington

Conforme os dados do último boletim da Sesapi, para cada grupo de 50 pessoas contaminadas, uma morre no Piauí.

21/03/2021 17:10h - Atualizado em 21/03/2021 17:21h

Compartilhar no

O governador Wellington Dias (PT) divulgou um vídeo neste domingo (21) em que mostra como é feito pelo governo o monitoramento da evolução da pandemia de covid-19 no estado. De acordo com o chefe do Executivo estadual, o Piauí possui a terceira menor taxa de letalidade da doença no Brasil.

No momento, o Estado contabiliza, segundo o último boletim da Sesapi,(Secretaria Estadual de Saúde), o Piauí contabiliza 192.786 casos de covid-19 e 3.802 óbitos decorrentes da doença. Isso significa dizer que para cada grupo de 50 pessoas contaminadas, pelo menos uma não resiste e morre.


Covid: "Piauí tem a terceira menos taxa de letalidade do Brasil", diz Wellington Dias - Foto: Assis Fernandes/O Dia

Isolamento social

Na última quinta-feira (18), feriado antecipado do Dia do Piauí, o estado registrou o maior índice de isolamento social do Brasil, com 54,9% da população tendo ficado em casa. Na sexta-feira, o índice já caiu para o terceiro do Brasil e no sábado (20), o Piauí registrou 43,42% de isolamento, o sétimo maior do país.

"Acompanhar a situação de todo o Piauí, tudo que acontece em todo o estado, em cada um dos municípios nos permite as condições de planejamento. A situação do Piauí dentro do Brasil é o terceiro com a menor taxa de mortalidade, é quem mais salva vidas na rede de saúde. Estamos entre os dez com a mais baixa taxa de mortalidade no Brasil", ressaltou Wellington Dias.

O governador fez um apelo aos piauienses pedindo atenção aos protocolos sanitários e às orientações das autoridades e dos especialistas. "Reduzindo a circulação de pessoas, o vírus se propaga menos e resulta em menos adoecimento por covid-19. Isso também reduz a hospitalização para vencermos as filas nos hospitais e salvar vidas, reduzindo os óbitos", finaliza o governador.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário