Piauí terá toque de recolher a partir das 21h e comércio funcionará apenas três dias

Entre as novas regras estão a ampliação do toque de recolher e fechamento do comércio de quinta a domingo.

13/03/2021 21:08h - Atualizado em 14/03/2021 11:21h

Compartilhar no

O governador do PiauíWellington Dias , anunciou na noite deste sábado (13) as novas medidas restritivas que passam a valer em todo o estado a partir desta segunda-feira (15). Entre as novas regras estão a ampliação do toque de recolher, que passa a ser de 21h às 5h, e fechamento do comércio de quinta a domingo. As novas medidas ficam em vigor até o dia 21 de março.


Leia também: Piauí: Mortes por covid-19 em 2021 já ultrapassam número de homicídios em 2020

A decisão pelo endurecimento das medidas restritivas foi tomada após uma reunião entre o governador e  Comitê de Operações Especiais (COE) Ampliado e tem como objetivo reduzir a transmissão do coronavírus no Piauí. Com as novas medidas, de quinta a domingo, só funcionarão os serviços considerados essenciais imprescindíveis. Neste período, também ficarão suspensas as atividades presenciais em escolas, igrejas e academias de ginástica. No domingo (21) o comitê se reunirá novamente para avaliar as medidas.

De segunda-feira (15) até quarta-feira (17), as diversas atividades econômicas como comércio, bares e restaurantes, sofrerão redução de uma hora no funcionamento. Neste período, a restrição à circulação de pessoas nas ruas será antecipada, iniciando às 21 horas. “O objetivo é conter o avanço do novo coronavírus e a gente salvar vidas. Chegamos a um ponto onde as redes de saúde pública e privada já não aguentam mais”, declarou Wellington Dias.

Confira abaixo:

As medidas estão alinhadas com outros estados brasileiros. Dados compartilhados na reunião de governadores, ocorrida neste sábado (13), indicam que os decretos restritivos em vigor nas últimas semanas reduziram a movimentação de pessoas no Brasil, na ordem de 32% durante os dias úteis e 50% no fim de semana.

Na reunião do COE Ampliado, foram apresentados dados que caracterizam colapso na rede de saúde. Mais de 90% dos leitos de UTI disponíveis no Piauí estão ocupados. De acordo com o superintendente de Gestão de Média e Alta Complexidade da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), Alderico Tavares, há 50 pacientes na fila de espera aguardando leito de estabilização ou de UTI, e 30 pacientes aguardando leito clínico. Na rede privada, segundo Tavares, também há uma fila de espera com 30 pacientes infectados pela Covid-19.

Ampliação no número de leitos

A Secretaria de Estado da Saúde afirma que o número de leitos Covid-19 já é maior que o atingido em 2020 e segue mobilizada em abrir novas vagas. Na próxima semana, serão criados 50 leitos clínicos e 10 leitos de UTI no Hospital da Polícia Militar (HPM). O Hospital Getúlio Vargas (HGV) deve ganhar mais 10 leitos de terapia intensiva. No Hospital Natan Portela, o plano é criar 14 vagas de enfermaria semicrítica.

“A determinação do governador é sempre ampliar, mas nós estamos no limite. O coronavírus não obedece limites. Precisamos da compreensão e colaboração da população”, afirmou o secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto.

Taxa de transmissão

A capacidade de transmissão do vírus preocupa as autoridades. Segundo a Sesapi, o índice de pacientes positivados para Covid-19, a partir de exames complementares de diagnóstico (PT-PCR), subiu para 36%. Na semana passada, a taxa era de 22 infectados a cada 100 testados.

Decreto

O novo decreto com as medidas restritivas será elaborado neste domingo (14) e é considerado necessário. “A proposta é razoável dentro do quadro que enfrentamos e precisamos fiscalizar o cumprimento das medidas”, considerou a procuradora-geral de Justiça, Carmelina Moura.

Compartilhar no

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário