Correios do Piauí voltam a funcionar após paralisação

TST julgou dissídio e determinou reajuste salarial de 2,6% e compensação de horas não trabalhadas durante a greve.

23/09/2020 09:57h

Compartilhar no

Os trabalhadores da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (EBCT) retornaram ao serviço nesta terça-feira (22) com quase 100% de seu efetivo. A categoria estava em greve há um mês aqui no Piauí reivindicando, dentre outros pontos, a revisão no cálculo do plano de saúde oferecido aos trabalhadores, defendendo a não-privatização dos Correios e reclamando a volta de benefícios que foram retirados, como anuênios e tíquetes nas férias.

Na última segunda-feira, o Tribunal Superior do Trabalho (TST) julgou o dissídio coletivo da categoria e determinou o retorno dos trabalhadores aos seus postos de serviço sob pena de pagar multa diária de R$ 100 mil às entidades representativas em caso de descumprimento. O TST determinou ainda a compensação das horas não trabalhadas durante o tempo da paralisação. Com esta medida, os Correios pretendem ampliar a capacidade operacional para normalizar o mais rápido possível o fluxo de entregas de encomendas e cartas.


Foto: Arquivo O Dia

Na sentença normativa que pôs um fim à greve dos Correios em todo o Brasil e aqui no Piauí, o TST decidiu manter as cláusulas propostas pela empresa, entre elas o vale alimentação/refeição com a inclusão de outras causas sociais e a correção salarial em 2,6% do piso salarial dos trabalhadores.

Funcionamento

A rede de atendimento dos Correios permanece aberta e os serviços, inclusive SEDEX e PAC, continuam disponíveis. No entanto, as postagens com hora marcada permanecem suspensas em razão da pandemia do novo coronavírus. Clientes com dúvidas podem buscar atendimento pelos números 3003-0100 e 0800-725 0100; ou pelo site dos Correios.

Compartilhar no
Por: Da Redação

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário