• SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Cores neon são apostas para o Carnaval 2020

Seja nas roupas ou na maquiagem, as cores mais fortes vêm com tudo e prometem fazer a diferença no meio da folia.

04/02/2020 08:29h

Com o Carnaval chegando, a procura por fantasias, adereços e maquiagem aumentam. Todo mundo quer curtir a folia com muita purpurina e cores chamativas. Aliás, passar despercebido nesta época do ano não é a intenção de ninguém. Por isso, o Jornal O DIA antecipa o que será tendência na Folia de Momo deste ano.

A maquiadora Ozânnia Muniz conta que, quem deseja acompanhar a tendência deste ano, deve apostar nas cores neon. Rosa, laranja, verde e amarelo são alguns dos tons que chamam bastante atenção e podem ser utilizados tanto na maquiagem como em roupas e acessórios.

“A tendência do Carnaval deste ano são as cores neon, que podem ir tanto na maquiagem, seja na sombra, batom, no glitter, nas unhas, nos brincos, colares, como nas roupas e fantasias. No Carnaval, você pode fazer o que quiser. Pode aplicar glitter no rosto, no colo, nos braços, complementar com pedrarias. Tem que usar a criatividade”, comenta.


Maquiadora afirma que glitters e purpurinas estão super em alta e nunca saem de moda - Foto: Arquivo Pessoal

Ozânnia Muniz destaca ainda que os glitters e purpurinas estão super em alta e nunca saem de moda. Por isso, não podem faltar na folia. Para os mais ousados, além de aplicar os brilhos no rosto ou na maquiagem, podem aplicar também na boca ou até mesmo no delineado dos olhos.

“Se você quiser usar uma fantasia, não precisa necessariamente colocar as mesmas cores dela. Por exemplo, se as peças forem douradas, você pode optar por outras tonalidades, como laranja, vermelho ou verde, contanto que você se sinta à vontade com a roupa e maquiagem, se sentindo alegre e feliz. No Carnaval, não precisa combinar maquiagem com roupa. O Carnaval é vida e alegria, tudo que tiver para chamar atenção pode ser usado”, pontua a maquiadora.

Pele deve estar bem preparada para receber maquiagem

E quem acha que por ser Carnaval não dá para fazer uma maquiagem bem trabalhada, a maquiadora Ozânnia Muniz explica que isso não somente é possível, mas necessário. Para isso, deve-se começar com uma boa preparação da pele, que inicia com a hidratação.

Tanto para as prévias como para o Carnaval, está prevista muita chuva. E para que a maquiagem resista à água, e claro, ao suor, deve-se optar por produtos que sejam à prova d´água, garantindo assim que a maquiagem chegue até o final da festa intacta. A dica da maquiadora é, após hidratar a pele, aplicar um primer, que ajudará a fixar a maquiagem na pele.


"No Carnaval, você pode fazer o que quiser. Pode aplicar glitter no rosto, no colo, nos braços, complementar com pedrarias. Tem que usar a criatividade" - Foto: Arquivo Pessoal

“Pode usar maquiagem no Carnaval sim, mesmo se o dia estiver chuvoso ou para quem vai pular atrás dos bloquinhos e suar. O ideal é que seja feita uma preparação na pele com hidratante, primer, usar uma base à prova d’água, blush, máscara de cílios à prova d’água e finalizar com glitter”, cita.

Depois da folia, é muito importante retirar completamente a maquiagem, garantindo que a pele respire e não seja prejudicada pelos resíduos dos produtos. Então, antes de dormir limpe completamente a pele com ajuda de um demaquilante. Se não tiver, pode utilizar hidratante para ajudar a retirar o excesso de glitter.

“Em seguida, lave bem o rosto com sabonete próprio e passe hidratante, assim a pele não vai ficar muito danificada por conta do excesso de maquiagem. E é importante lembrar também de sempre utilizar produtos de qualidade, dentro da validade e específico para cada região do corpo. Hoje, no mercado, existem muitas opções de produtos, como colas específicas para a área dos olhos, para aplicação de cílios e glitter”, enfatiza Ozânnia Muniz.

A maquiadora salienta que utilizar os produtos adequados evita possíveis reações alérgicas ou lesões na pele. Além disso, deve-se ficar atento ainda à qualidade e procedência das maquiagens. Opte sempre por produtos com boas referências e, preferencialmente, hipoalergênicos.

Por: Isabela Lopes, do Jornal O Dia

Deixe seu comentário