Concurso da PM: Novo cronograma deve sair em 60 dias

Indignados, os candidatos que fizeram a prova objetiva no último domingo (1) fizeram reclamações no site oficial da PM.

02/12/2013 16:52h - Atualizado em 02/12/2013 17:13h

Compartilhar no

O presidente do Núcleo de Concursos e Promoção de Eventos –Nucepe- organizador do processo seletivo que disponibiliza 430 vagas para compor o efetivo da polícia militar do Piauí, informou ao portalODIA que o cronograma com datas da nova prova escrita objetiva do certame deverá ser publicado no Diário Oficial do Estado no prazo de até 60 dias.

“Temos de um a dois meses para sentar com a comissão que realiza o concurso e elaborar outro calendário”, explica Jorge Martins.O concurso foi anulado após o Grupo de Repressão ao Crime Organizado-GRECO- deflagrar a Operação Certame e desbaratar uma quadrilha que tentava vender o gabarito da prova por até R$10 mil.  

Indignados, os candidatos que responderam a prova objetiva no último domingo (1) fizeram reclamações no site oficial da PM. Eles desaprovam a anulação do certame. “Passei meses me preparando pra esse concurso, ai por incompetência e incapacidade de pessoa que se presta ao papel de pagar dez mil reais por um "gabarito" que ate agora não se sabe se tinha ou não as respostas corretas, o concurso é anulado, a policia civil deveria saber como proceder, seria bem mais fácil investigar quem foram as pessoas que compraram esse 'gabarito" e as pessoas que venderam e eliminá-las, assim evitaria constrangimento com as pessoas”, reclama Gustavo Santos.

Pessoas que moram em outro Estado e vieram até o Piauí para tentar conseguir uma oportunidade de emprego na Polícia Militar, também ficaram contrariadas com o cancelamento do concurso, como é o caso de João Paulo de Sousa, que mora no Rio de Janeiro e teve que desembolsar uma quantia de 1.200 reais com passagem de avião.

“Eu estava feliz porque gostei da prova. Tinha certeza que acertei muitas questões e seria aprovado. Agora vou ter que passar por todo transtorno de ter que pedir licença do meu emprego no Rio de Janeiro pra poder vir para cá novamente”, disse.

O Comando Geral da PM e o Secretário de Administração do Estado, afirmaram que o Nucepe tomou todas as providências necessárias para manter a integridade do concurso e que não houve de forma alguma os vazamentos do gabarito, porém novas medidas de segurança serão adotadas para evitar uma nova tentativa de fraude.

Compartilhar no

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário