Comprovante de vacinação contra Covid-19 passa a ser exigido no MPT-PI

O acesso será negado também para as pessoas que perderam a data da aplicação da segunda dose do imunizante

28/10/2021 15:16h - Atualizado em 28/10/2021 15:28h

Compartilhar no

A entrada na sede do Ministério Público do Trabalho do Piauí (MPT-PI) só é permitida agora com a apresentação do comprovante de vacina contra a Covid-19. A medida começou a valer nesta quinta-feira (28) nas unidades de Teresina e Picos, e o MPT-PI passou a ser o primeiro órgão do estado a exigir o comprovante. 


Leia tambémNovo decreto: Piauí libera eventos para até mil pessoas em espaços abertos 


“A comprovação poderá ser feita mediante cartão de vacinação impresso em papel timbrado, emitido e cedido pela instituição onde foi realizada a imunização. A outra forma é por meio de um certificado de vacinas digital, disponível na plataforma do Sistema Único de Saúde - Conecte SUS. Além disso, a pessoa deve apresentar um documento oficial com foto para confirmar que o comprovante é de fato seu”, explicou o órgão.

Foto: Divulgação

O acesso será negado também para as pessoas que perderam a data da aplicação da segunda dose do imunizante. Por outro lado, terão acesso as unidades mesmo sem comprovante as pessoas que possuem contra contraindicação da vacina contra a COVID-19. Nesses casos, será necessário apresentar relatório médico justificando o óbice à imunização. 

As outras medidas contra a Covid-19 como aferição de temperatura, higienização das mãos e uso de máscara continuam valendo. 

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário