Como registrar uma marca e ser competitivo no mercado

Ao escolher o nome da empresa é preciso fazer uma pesquisa de anterioridade para saber se outra marca tem um nome semelhante

03/05/2021 10:01h

Compartilhar no

A fotografia serve para eternizar momentos, isso há mais 200 anos. O Francisco e a Glauce Dias namoram pouco mais de um ano e o casal teve a ideia de empreender com fotos Polaroid.

“A ideia surgiu porque tínhamos o costume de fazer os presentes um para o outro, geralmente era relacionado a fotografia e música, e tivemos a ideia de vender as polaroides para que as pessoas eternizem os momentos em fotos”, disse Glauce Dias.

A empresa trabalha com diversos tamanhos e modelos de foto, mas o casal resolveu investir em fotos Polaroid que trazem um estilo vintage nas fotos e utilizar o nome da marca para identificar a sua empresa. Vale lembrar, que as Polaroid foram as primeiras câmeras de revelações instantâneas do mundo, criada em 1948, revolucionando a fotografia na época.

Outra ideia do casal é trabalhar com fotos minimalistas, um processo diferenciado que tenta abordas as características mais marcantes. Nessas fotografias aparecem alguns traços da pessoa e o cliente se interessa em comprar o quadro com a ilustração

Os clientes entram em contato com o casal pelas redes sociais, mandam as fotos e é feita toda a logística.

Registro de marcas

O casal Francisco e a Glauce Dias usaram o nome Polaroid para identificar a sua empresa. Mas é preciso ter cuidado ao escolher o nome da marca da sua empresa para não ter problemas futuros.

Ao escolher o nome da empresa é preciso fazer uma pesquisa de anterioridade para saber se outra marca tem um nome semelhante. Essa pesquisa pode ser feita no INPI (Instituto Nacional de Propriedade Industrial), que é um banco de dados público, onde é possível verificar quais marcas já existem,quais estão em processo de registro e qual foi extinta.

“Essa busca é importante para evitar processos judiciais e confusão dos clientes, ao não saber identificar qual empresa é sua”, explica a mestre em propriedade intelectual e contadora do Sebrae Piauí, Maria Rebello. É importante saber também a fonética da marca, pois se for semelhante pode ser cópia. Maria Rebello, diz também que a marca é registrada em todo território nacional, por isso não adianta achar que pela distância não terá problemas.

Além disso, ao registrar a marca é possível solicitar a marca figurativa- a logo, a nominativa- o nome ou a marca mista- o nome e a logomarca. É possível procurar o Sebrae para ter mais informações sobre o registro de marca.

Compartilhar no

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário