Com fim do recesso, ALEPI deve analisar indicação para conselheiro do TCE

Indicação para a vaga de conselheiro fica a cargo da Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi); o escolhido ocupará a vaga do Luciano Nunes, que se aposentou

02/08/2021 16:50h - Atualizado em 03/08/2021 10:41h

Compartilhar no

O Tribunal de Contas do Estado do Piauí (TCE-PI) informou a Assembleia Legislativa do Estado sobre o comunicado de vacância para cargo de conselheiro, após a aposentadoria de Luciano Nunes. Segundo o presidente da Alepi, deputado Themístocles Filho (MDB), a leitura do ofício deve acontecer na sessão Plenária desta terça-feira (3).

“O ofício seguirá o trâmite normal na Assembleia. Ele deve ser lido na sessão de amanhã, terça-feira, e na próxima semana nós vamos reunir a Mesa Diretora para, seguindo o Regimento, definir os prazos e a data da eleição”, explicou Themístocles Filho.


Foto: Arquivo O Dia 

Ainda segundo o presidente, qualquer pessoa pode se inscrever desde que atenda aos requisitos. Entre eles, ter mais de 35 e menos de 65 anos de idade; idoneidade moral e reputação ilibada; notório saber jurídico, contábil, econômico e financeiro, ou de administração pública; mais de dez anos de exercício de função ou de efetiva atividade profissional que exija, em ambos os casos, os conhecimentos previstos.

A corte do TCE-PI é composta por sete conselheiros. Três são escolhidos pelo Governador do Estado, com aprovação da Assembleia Legislativa, sendo dois, alternadamente, entre conselheiros substitutos e membros do Ministério Público de Contas, indicados em lista tríplice elaborada pelo Tribunal, segundo os critérios de antiguidade e merecimento. Os outros quatro são escolhidos pela Assembleia Legislativa, de acordo com a Constituição do Piauí.

O conselheiro Luciano Nunes se despediu do TCE-PI no dia 7 de julho, após 27 anos de atuação no órgão.

Compartilhar no

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário