• Clínica Shirley Holanda
  • Semana do servidor
  • Netlux
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Clínica odontológica na zona Leste esterilizava equipamentos no banheiro

Estabelecimento teve suas atividades suspensas pelo Conselho Regional de Odontologia do Piauí após vistoria.

27/09/2019 07:49h

Uma clínica odontológica localizada na zona Leste de Teresina teve suas atividades totalmente suspensas pelo Conselho Regional de Odontologia do Piauí (CRO-PI) após uma vistoria na última quarta-feira (25). É que o CRO constatou a falta de uma sala de esterilização no local. Os equipamentos médicos e clínicos utilizados pelos profissionais eram esterilizados no banheiro. O nome da clínica não foi informado.

As equipes do Conselho foram até o local após uma solicitação da própria clínica. O estabelecimento havia procurado o CRO para regularizar sua situação, mas após a constatação das irregularidades, acabou tendo suas atividades suspensas até que se adeque às normas vigentes.


Foto: Divulgação/CRO-PI

Além da falta de uma sala de esterilização, o CRO detectou também que o laboratório de prótese da clínica estava sem a devida inscrição junto ao Conselho. Apesar das irregularidades, a entidade frisou que o profissional responsável pelo estabelecimento possui registro no CRO-PI. No entanto, devido aos problemas encontrados, ele responderá a um processo na Comissão de Ética.

O Conselho Regional de Odontologia notificou a clínica para que ela proceda com as adequações necessárias e informou que retornará para vistorias. Só depois de constatada a regularização, o estabelecimento terá suas atividades legalmente liberadas. O CRO, no entanto, não estabeleceu prazos.


Foto: Divulgação/CRO-PI

Pacientes devem estar atentos

O presidente do CRO-PI, Leonardo Sá, destacou alguns pontos aos quais os pacientes podem e devem ficar atentos ao procurarem uma clínica odontológica. O principal deles é verificar se aquele estabelecimento possui ou não inscrição junto ao Conselho, de modo que lhes seja garantido o atendimento com profissionais capacitados e uma clínica regularizada.

“O paciente pode consultar no próprio Conselho de Odontologia de os profissionais estão registrados, se a clínica está com toda a documentação correta. Além disso, é importante também conferir se os profissionais têm a especialidade registrada, porque muitas vezes se oferece uma especialidade na qual não se tem registro”, explica o odontologista.

Por: Maria Clara Estrêla

Deixe seu comentário