Cinco pessoas são presas por dirigir alcoolizadas na BR-343

A Polícia Rodoviária Federal (PRF), já realizou 22.453 testes do bafômetro nos primeiros cinco meses de 2019.

20/05/2019 09:40h

Compartilhar no

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou cinco ocorrências envolvendo motoristas alcoolizados na BR-343, rodovia que corta todo o Estado do Piauí. Os casos ocorreram no último fim de semana, entre os dias 17 e 20 de maio.  Nestes primeiros cinco meses de 2019, cerca de 22.543 pessoas foram submetidas ao teste do bafômetro nas rodovias federais do Piauí. Destas, 443 foram autuadas e 94 foram presas por está conduzindo veículo sob a influência de álcool. 

O primeiro caso deste fim de semana foi registrado na manhã do dia 17, no município de Parnaíba, litoral piauiense. Um homem de 31 anos estava em uma motocicleta quando foi abordado por agentes da PRF. Cerca de três horas depois, outro homem foi abordado em um carro no no Km 333, próximo a Teresina. Ao realizar o teste do bafômetro, foi constatado o teor de álcool de 0,79 mg/l. 


Foto: Divulgação/PRF

No dia seguinte, sábado (18), um motociclista de 31 anos foi preso em Floriano, região Sudoeste do Piauí. O que chamou atenção dos agentes foi o teor de álcool constato após o teste do bafômetro, que foi de 1,35 mg/l.

Em Teresina, um idoso de 75 anos foi preso, ao ser parado e após realizar o teste do bafômetro ser comprovado o teor de álcool no ar expelido dos pulmões. Cerca de três horas e meia depois, um jovem de 22 anos também foi preso em Parnaíba. O teor alcoólico foi de 0,42 mg/l.

Os condutores foram enquadrados no art. 165 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), por conduzir veículo com capacidade psicomotora alterada em razão da influência de álcool. Além de embriaguez ao volante e conduzido à Polícia Civil nas respectivas cidades das ocorrências para os procedimentos que o caso requer. 

Compartilhar no
Edição: Adriana Magalhães
Por: Geici Mello

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário