Carne imprópria para consumo era comercializada em Cocal

Luis Carlos dos Santos foi notificado por tentar vender o produto por R$ 20.

06/02/2014 10:25h

Compartilhar no

Na manhã de ontem (05), uma equipe da Vigilância Sanitária de Cocal, localizada a 300 quilômetros ao Norte de Teresina apreendeu 26 quilos de carne bovina de caráter duvidoso após uma denúncia de testemunhas.

As carnes estavam dentro de sacolas e em mal estado de conservação. O senhor Luis Carlos dos Santos foi notificado por tentar vender todo o produto por R$ 20. Segundo um dos fiscais, Adalberto Cardoso, o produto que estava sendo comercializado não havia passado pela inspeção devida.

Fotos: Blog do Coveiro

“Nós impedimos o comércio do produto, por além de não saber a origem dessas carnes, elas não estavam próprias para o consumo”, afirmou Adalberto. Inicialmente, Luis Carlos resistiu às tentativas dos fiscais de apreenderem a carne. “No momento, o acusado estava alcoolizado e nãos queria que fizéssemos a remoção das carnes, mas depois acabou cedendo”, frisou.

Após a apreensão, a carne imprópria para o consumo foi levada para o aterro municipal. Ainda de acordo com o fiscal, o senhor Luis Carlos segundo a família apresenta problemas mentais.

Compartilhar no

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário