• SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Caged: Piauí perdeu 95 postos de emprego por dia em dezembro

Segundo o levantamento, o Estado teve um dos piores desempenhos dos últimos oito anos, com exceção de 2015. Ao todo, 2.957 postos foram fechados.

24/01/2020 13:30h

O Piauí encerrou o ano de 2019 com um saldo negativo na geração de emprego, segundo o que apontam os dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados do Ministério do Trabalho). Ao longo do último mês, o Estado admitiu 5.274 trabalhadores e demitiu 8.231, o que resultou na redução de 2.957 postos de trabalho, uma média de 95 postos fechados por dia. Esse é o pior desempenho do Estado nos últimos oito anos, com exceção de 2015, quando 3.252 postos foram fechados.

Foto: Arquivo O Dia.

O Piauí vinha apresentando um tímido saldo de empregos na soma geral de janeiro a novembro de 2019. De acordo com o levantamento, o Estado gerou 14,6 postos de trabalho por dia, com total de 4.903 vagas nos meses citados. Apesar disso, considerando o acumulado do ano, o Estado conseguiu ter um saldo positivo de 1.981 novas vagas ao longo do ano. Ao todo, foram 97.264 admissões e 95.283 desligamentos em 2019.

Ainda segundo o Caged, o setor da indústria da transformação foi o que mais apresentou baixa (-1.175) na geração de postos de trabalho. Outros resultados negativos foram os dos setores da agropecuária (-956) e construção civil (-886). Contudo, o comércio apresentou resultado positivo na criação de empregos com carteira assinada. Ao todo, foram gerados 214 novos postos de trabalho.

Cenário nacional

De acordo com o Caged, o Brasil criou 644.07 empregos com carteira assinada. Esse foi o melhor resultado em seis anos. O número resulta da diferença entre as contratações, que totalizam 16.197.094 no último ano, e as demissões 15.553.015 pessoas.  

Por: Nathalia Amaral e Jorge Machado

Deixe seu comentário