Caçador mata 2 onças na região da Serra da Capivara e é preso

Foram encontradas carcaças de duas onças na casa do acusado

16/06/2012 12:43h

Compartilhar no

Agentes de fiscalização que atuam no Parque Nacional Serra da Capivara, localizado no semiárido piauiense, receberam denúncia de atividade de caçadores na região do Corredor Ecológico entre a Serra da Capivara e a Serra das Confusões.

O chefe do Parque Nacional Serra da Capivara, Fernando Tizianel, e sua equipe se dirigiram ao local e encontraram no interior de uma residência na zona rural do município de Canto do Buriti pedaços de carne sem pele, o crânio e as patas dianteiras de uma onça-pintada, e o crânio de uma onça-vermelha.

No local foram encontradas também uma espingarda calibre 32, uma espingarda de fabricação caseira e cinco armadilhas conhecidas localmente como "aratraca", próprias para a captura de felinos de grande porte.

O morador foi multado em R$ 10 mil e conduzido à delegacia da cidade, onde foi preso em flagrante por porte ilegal de armas e pela caça de animais silvestre, com um agravante: a onça-pintada e a onça-parda são espécies ameaçadas de extinção.

As partes das onças apreendidas foram doadas para compor a coleção científica da Fundação Museu do Homem Americano (FUMDHAM), em São Raimundo Nonato.

De acordo com estudos recentes desenvolvidos pelo Instituto Onça-Pintada (IOP), o Parque Nacional Serra da Capivara possui a maior densidade populacional dessa espécie dentro do bioma Caatinga.

Para o chefe do parque, Fernando Tizianel, as maiores ameaças para a preservação das onças na região são o crescente desmatamento, a ocupação humana em áreas de grande densidade natural deste felino e o conflito com a predação de gado. Ele diz que é necessário fazer campanhas junto às comunidades locais para diminuir o conflito entre pecuaristas e a onça, e harmonizar a convivência do homem com o animal.
"Infelizmente, ainda há um grande temor da população local quanto à presença de onças nas proximidades das residências ou propriedades rurais, levando, em muitos casos, a generalizar que todas as mortes de gado são resultados de ataques por onças, o que nem sempre é verdade", disse Tizianel.

O Corredor Ecológico entre a Serra da Capivara e a Serra das Confusões foi criado por portaria do Ministério do Meio Ambiente, em março de 2005, com o fim de assegurar a conservação e o uso sustentável dos recursos naturais da área do corredor e a efetiva conservação da diversidade biológica nestas unidades.

O corredor é uma importante área de deslocamento da fauna, especialmente na época da seca quando os recursos hídricos no Parque Nacional Serra da Capivara ficam escassos, e os animais se deslocam para áreas com maior disponibilidade de água, próximas à transição com o Cerrado, como é o caso do Parque Nacional Serra das Confusões. A intensificação da proteção desta área é importante para a conservação da fauna das duas unidades.

Compartilhar no
Por: Com informaes de Andr Pessoa

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário